Skip to content

Resenha Crítica | Notas Sobre Um Escândalo (2006)

Notes on a Scandal, de Richard Eyre

É abordada a obsessão no cinema por meio de personagens comuns que não conseguem se relacionar com qualquer outra pessoa, que vivem amargurados pela solidão ou pela conquista de alguma meta pessoal. Isso foi explorado à exaustão, apenas lembrando exemplares como “Mulher Solteira Procura”, “Atração Fatal” e “Obsessão” (filme dirigido, escrito, protagonizado e produzido por Kevin Bacon).

O recente “Notas Sobre Um Escândalo” ganha um tratamento distinto com o tema, mas a promessa de grande filme independente não foi cumprida como o esperado. Já está manjado afirmar que todo o elenco está espetacular, assim como a trilha sonora e o próprio argumento – todos com indicações ao Oscar 2007. Enquanto Cate Blanchett entrega outra interpretação nada menos que perfeita e Bill Nighy (de” Anjos da Noite” e “Simplesmente Amor”) está formidável nos poucos instantes de aparição, Judi Dench caracteriza a melhor atuação de toda a sua carreira. A música nervosa de Philip Glass é responsável por conceber todo o nível de tensão, com tons que se elevam a cada momento, capaz de estarrecer todos que conferem as sequências de maior impacto. Qual a falha? Ela reside unicamente em Richard Eyre, diretor de “Iris” e “A Bela do Palco”. Com tantas ferramentas invejáveis em mãos, ele as utiliza conduzindo a história de forma desprimorosamente veloz.

Baseado no romance “Anotações Sobre um Escândalo”, de Zoë Heller, recentemente publicado pela Editora Record, conta a história da solitária Barbara Covett, rigorosa professora de História. No colégio onde leciona há anos, entra a novata Sheba Hart, formada em Artes. Logo, seus trajes inapropriados e sua postura desengonçada chamam a atenção da veterana e formal Barbara – que desenvolve interesse de amizade e amor.

Se isso já não bastasse para uma história de intrigas, segredos e mentiras, Sheba acaba tendo um caso proibido com seu próprio aluno, Steven Connolly (o jovem Andrew Simpson, do desconhecido “O Inferno de São Judas”), de apenas quinze anos. Como o pôster anuncia (“O erro de uma pode ser a oportunidade da outra”), Barbara subornará Sheba para realizar todas as suas vontades. Caso o contrário, ela não se calará diante do público para contar o relacionamento secreto.

A adaptação é envolvente, pois difícil é não se importar com a obsessão de Barbara: conquistar uma amizade de grande fidelidade com Sheba. Mas é operoso criar polêmica com o relacionamento desequilibrado e quase irracional da ingênua professora de Artes com o prodígio aluno quando nem ao menos vemos um caso de amor dos mais convincentes. Eyre concluiu um trabalho austero demais, impossibilitando que o escândalo dos acontecimentos na tela se expressem com o mesmo impacto fora dela. Com mais serenidade, entregaria uma grande obra-prima, mas da forma que se finalizou, o resultado só adquire razoável satisfação exclusivamente pelas virtudes do elenco, música e argumento.

23 Comments

  1. wALLY wALLY

    Não vi ainda mas estou completamente louco para conferir. Duas atrizes fodas!

  2. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Wally, a produção deve chgar em DVD no mês de Julho. Cate e Judi estão phodasticas mesmo, sendo um dos poucos motivos para ver o filme.

  3. Gustavo² Gustavo²

    Infelizmente ainda não vi, mas realmente alguns diretores parecem ficar meio perdidos com tantos atores de talento no elenco (e neste caso, que elenco!), e mesmo que as interpretações sejam soberbas, o filme em geral não “chega lá”.

  4. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Gustavo², no caso deste “Notas Sobre um Escândalo” nem é mesmo questão de estar perdido, e sim de pressa. Richard Eyre não deixa em nenhum momento os acontecimentos seguirem o curso ideal. Esta falha também deve ser resultado do pouco tempo das filmagens (li notícias de que elas nem duraram duas semanas completas). Ótima Sexta-feira.

  5. Wiliam Domingos Wiliam Domingos

    Todos estão dizendo que o filme ficou meio a meio, vc confirma a massa…mas sua crítica ainda consegue me levar a conferir este filme, e Blanchett tb xD!Adoro este tipo de drama!Grande Abraço…http://eco-social.blogspot.com/

  6. Vinícius P. Vinícius P.

    Gostei muito desse filme, apesar de ter algumas falhas mesmo. Achei a adaptação do romance brilhante, deveria até ter ganho o Oscar de roteiro. A trilha não fica atrás, o Glass é um dos meus compositores favoritos. O que dizer então da Judi Dench? Sem dúvida é a melhor atuação de sua carreira, só não ganhou o Oscar porque a Mirren concorria (e com justiça venceu). Só não gostei muito da Blanchett, um tanto caricata, que só acerta nas cenas finais. Acho que daria umas 4 estrelas…Até mais!

  7. Wanderley Teixeira Wanderley Teixeira

    Nossa,adorei Notas sobre um escândalo.De fato Richard Eyre naum é dos diretore mais primorosos q temos no cinema,mas o objetivo do longa é justamente a relação dessas personagens em particular.Eu achei o tratamento do roteiro de Patrick Mabber formidável e supera em muito as falhas da direção de Eyre.Excelente mesmo.

  8. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Willian, confirmo que o filme não é ruim, muito pelo contrário. O que ocorre é que a direção de Richard Eyre foi tão descuidada que o resultado final da obra não atingiu todas as minhas altas expectativas. Também gosto destes dramas que nos façam identificar pela solidão de seus personagens, mas dos exemplos que mencionei no início do texto, “Notas do Escândalo” fica bem atrás.

  9. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Wanderley, estou um pouco mais seguro em relação a todas as opiniões em torno do filme com o diretor Eyre (pensava que iria receber tijoladas, rs, rs, rs). O roteiro é mesmo formidável, mas, na minha opinião, ele não se adaptou da maneira como gostaria que ficasse na tela. Mas gostei tanto da história que em breve correrei atrás do livro.

  10. Anderson Anderson

    Gostei mto desse filme, mas achei q acabou rápido demais. Aquele final é meio abrupto.E, apesar de amar o Philip Glass, achei essa trilha extremamente irritante muuuito parecida com a THE HOURS.

  11. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Concordo sobre o incômodo do final, mas não o que me queixar com a trilha-sonora, pois este foi um dos milagrosos componentes que ajudaram o filme a se tornar um bom drama de suspense. Já sobre a trilha de “As Horas” não tenho nada o que dizer, já que é a mais bela que ouvi em todos os filmes.

  12. Vinícius P. Vinícius P.

    Alex, o momento de loucura é mesmo o ponto alto do filme, uma cena memorável e com uma interpretação arrepiante da Blanchett (mas no resto do filme não gostei dela). Na verdade, estava meio dividido na torcida entre “Pecados Íntimos” e “Notas Sobre um Escândalo” no Oscar, qualquer um que ganhasse eu ficaria feliz – são filmes em que o roteiro é muito perceptível, especialmente por causa da narração.

  13. Museu do Cinema Museu do Cinema

    Queria muito ver esse filme, mas acabei perdendo nos cinemas.

  14. Kamila Kamila

    Ainda não assisti e estou doida para ver esse embate entre Judi Dench e Cate Blanchett.

  15. Andressa Cangussú Andressa Cangussú

    Não assisti =( quero muito apesar das críticas…Sei bem como é esse tipo de filme: conseguimos reconhecer que as atuações são ótimas, assim como alguns fatores técnicos, mas o resultado final não convence muito.Enfim, vou pagar pra ver!ótimo post!Abraçoswww.cinematografo21.blogspot.com

  16. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Cassiano, você não perdeu grande coisa não…

  17. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Kamila, esperava que o confronto físico entre as duas atrizes fosse arrebatador. Porém, é resumido a palavras fortes e poucos tapas. Já o “embate” no quesito atuação é de dar orgulho de ver, pois as atrizes estão nada menos que perfeitas!

  18. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Também ficaria contente com a vitória de ambos, pois “Notas Sobre um Escândalo” é perfeito no papel e “Pecados Íntimos” forneceu uma obra tão fascinante quanto seu próprio roteiro. Pena que o vencedor foi “Os Infiltrados”, o menos interessante dos indicados. O momento da personagem de Cate pela procura do diário de Judi é de um suspense invejável.

  19. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Olá, Andressa!Pelo seu endereço eu já pude perceber que o Rafael não gostou muito da produção, mas quem sabe você não possa achar ótimo? Ficou a desejar, apesar de fartas qualidades.

  20. Wanderley Teixeira Wanderley Teixeira

    Alex,vale mesmo a pena ler o livro.Mas por incrível q pareça é o tipo de obre que ganha muito mais vigor na tela ,por conta de seus personagens já q a trama busca entender muito mais a personalidade de Barbara e Sheba do q buscar interpretações metafóricas.

  21. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Wanderley, lerei o livro sim!Já que a principal falha do filme ao meu ver foi a desnecessária agilidade em conduzir tudo, talvez goste mais do resultado no livro, um meio mais detalhista.Abraço.

  22. Wally Wally

    Vi e achei excelente. ótimo drama com performances perfeitas. Depois comento mais no meu blog.****

  23. […] intrigas é iniciada quando Susan (Cate Blanchett, indicada ao Oscar 2007 de melhor coadjuvante por Notas Sobre Um Escândalo) se torna vítima de um disparo de rifle. Este rifle permanesce aos cuidados de Ahmed (Said […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: