Skip to content

Resenha Crítica | Encontros ao Acaso (2006)

Próxima de completar quarenta anos de idade, Ashley Judd iniciou sua carreira artística já bem jovem, talvez influenciada por sua mãe e irmã, que eram cantoras. Desde algumas pequenas participações em séries televisivas até este primeiro filme dirigido pela também atriz Joey Lauren Adams, Judd se livrou de grandes micos (por pouco protagonizou os fracassos “Mulher-Gato” e “Instinto Selvagem 2”) e chegou ao ápice de sua carreira com uma indicação ao Globo de Ouro pelo seu desempenho em “De-Lovely – Vida e Amores de Cole Porter”. Alguns deslizes que cometeu, entretanto, não a impediram de trabalhar com diretores celebrados como Carl Franklin, Philip Kaufman, Joel Shumacher e Michael Mann. Mas madura em suas escolhas, Judd caminha com harmonia pela fase mais inspirada da carreira, comprovado com “Bug” e este drama “Encontros ao Acaso”. É verdade que virtudes de um filme não se limita apenas na competência de seu elenco, mas sem essas qualidades que a atriz entrega em todos os instantes (nenhum momento é desenvolvido sem a sua presença) a relevância dramática não seria a mesma.
Também responsável pela história, Joey Lauren Adams foca a vida conturbada de Lucy Fowler (Ashley Judd), jovem e independente mulher que vive com sua melhor amiga Kim (Laura Prepon). Competente funcionária de um estabelecimento que gerência construções locais, ela também é dependente do álcool. Problema não muito importante, já que sua maior crise é a total falta de comprometimento quando embarca numa relação, pois dorme por uma noite com qualquer rapaz e na manhã seguinte não mantém qualquer contato. Isso tende a mudar quando conhece o bem intencionado Cal Percell (Jeffrey Donovan), por quem Lucy acaba de apaixonando depois de mais uma de suas constantes aventuras amorosas. A de destacar também o relacionamento nada harmônico com o seu próprio pai. Para reverter a situação, começa a frequêntar todos os domingos a mesma igreja que ele comparece, com a intenção de reaproximação.
Em instante algum, Lauren Adams direciona este quadro para resoluções chocantes e excessivamente drásticas, o que resulta em um filme de leve condução, mas de fácil assimilação. Ao reunir com honestidade essas desavenças e embalado por uma confortável trilha sonora country da melhor qualidade, “Encontros ao Acaso” não busca em seu desfecho delinear todos os meios para que tudo seja planejado de uma forma favorável a sua protagonista e, sim, qual o caminho deve ser percorrido para encontrar a própria paz interior – o que dá um belo plano final. Integro de alma feminina, as mulheres serão as que mais se identificaram com o drama, mas o público masculino também desvendará qualidades o suficiente para que “Encontros ao Acaso” seja uma pequena experiência reflexiva, o princípio básico de um bom cinema.
.
Título Original: Come Early Morning
Ano de Produção: 2006
Direção: Joey Lauren Adams
Elenco: Ashley Judd, Jeffrey Donovan, Laura Prepon, Scott Wilson, Tim Blake Nelson e Diane Ladd

17 Comments

  1. Kamila Kamila

    A Joey Lauren Adams é aquela atriz de “Procura-se Amy”?? Nem sabia que ela tinha entrado na carreira de diretora. Ainda mais num filme escrito por ela.Gostei da recomendação, Alex. Só não sei se vai ser fácil encontrar o filme por aqui.Beijos e boa semana!

  2. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Kamila, é ela mesma! Como curiosidade, dizem que ela levou nada menos que cinco anos para conseguir rodar o projeto. Aliás, tenho que começar a minha busca pelo filme “Procura-se Amy”, que dizem ser maravilhoso. Acho que “Encontros ao Acaso” chegará em DVD no próximo mês pela Imagem Filmes. Espero que você consiga encontrá-lo!

  3. Rogerio Rogerio

    Vou procurar o filme só pela Ashley. Depois do que ela mostrou em BUG, na fase em que está é uma das minhas atrizes favoritas.Quando chegar as locadoras vou conferir.abs.

  4. Kamila Kamila

    Alex, recomendo que você assista “Procura-se Amy”, o melhor filme que o Kevin Smith fez.

  5. Felipe Nobrega Felipe Nobrega

    Ashley anda muito bem no súltimos tempos, mas tem um filme dela chamado “Eye of the beholder” (1999) quer qacho q foi traduzido como “Sedutora e Fatal” – ela e o E. Macgregor que é muito bom e merece ser descoberto

  6. Wally - Cine Vita Wally - Cine Vita

    Quero muito ver, chega em DVD em Janeiro, mas conseguirei esperar. As impressões até agora estão favoráveis.Ciao!

  7. Wiliam Domingos Wiliam Domingos

    Ashley Judd nunca esteve tão bem como em Bug…mas sempre soube se destacar em cena, seja em longas ou séries!Ainda não vi esse filme….tb vou ter que esperar pelo DVD! Gostei de saber desse tal Procura-se Amy, pesquisei sobre…me interessei!Abraço!

  8. Vinícius P. Vinícius P.

    Sem dúvida um bom filme, ainda mas se levarmos em consideração que é o primeiro trabalho da Joey Lauren Adams na direção. O grande destaque é mesmo a Ashley Judd, que após “Bug” entrega outra grande atuação – será uma tremenda injustiça se não for indicada ao Oscar pelo filme do Friedkin.Abraço!

  9. Gustavo H.R. Gustavo H.R.

    Basicamente, minha reação é a mesma da kamila. Aliás, desconhecia por completo a existência do filme.Ashley Judd e a veterana Diane Ladd no elenco são atrativos especiais.

  10. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Rogerio, o desempenho de Judd não é tão intenso quanto em “Bug”, mas, ainda assim, é espetacular. É incrível o seu talento para expressar tantas emoções!

  11. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Kamila, passei hoje nas Lojas Americanas e não encontrei nenhuma unidade sequer de “Procura-se Amy”. Deveria ter comprado antes…Vou encomendar uma cópia.

  12. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Felipe, quase. Chama-se “Sedução Fatal”, rs, rs, rs…Nunca vi o filme, mas tenho tremenda curiosidade em ver a atriz em cena. Sabe se já foi lançado em algum instante em DVD?

  13. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Wally, e elas devem se confirmar quando o senhor ver no próximo mês, pode ter certeza!Abraço!

  14. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    William, muitos consideram “Procura-se Amy” um dos melhores romances da década passada. Por isso o interesse que tenho pelo filme. E também destacaram Joey Lauren Adams como ótima atriz.

  15. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Vinícius, é uma pena que este “Encontros ao Acaso” passou despercebido pelo mundo, o que nos faz acreditar de que levará um bom tempo para a Joey Lauren se posicionar novamente por trás das câmeras. Mas ela mostra que tem um grande futuro no ofício.

  16. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Gustavo, Diane Ladd tem uma participação bem pequena no filme, mas ela é bem relevante enquanto o desenvolvimento da personagem de Judd no filme. Espero que o espaço que dediquei ao filme o faça tomar interesse em assistir…Grande final de semana!

  17. Rogerio Rogerio

    Gostei bastante do filme, por tres fatores:Considerar que é a estreia no roteiro e direçao da Joey Adams; a atuaçao da Judd é excelente – como ela fica confortável em cena nesse papel, que até tem um pouco a ver com seu papel em Bug; e tambem pois conheço varias garotas na mesma ou quase situaçao que a Lucy.Depois de tanto tentar achar alguem, por nao conseguirem perdem a auto-estima e descanbam pra um mundo de promiscuidade e relaçoes efemeras.Claro que a Lucy tinha o agravante da relaçao com o pai, e isso dificultava muito as coisas pra ela, mas a situaçao dela é muito real e mostrada poucas vezes com tanta naturalidade no cinema.Valeu pela indicaçao brother!!Teh mais!!

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: