Skip to content

Resenha Crítica | Garçonete (2007)

Adrienne Shelly, que apareceu recentemente em “Factotum – Sem Destino”, ficou popular após a fatalidade que resumiu sua existência. Após desentendimentos por causa de barulheira ocasionada por um imigrante ilegal que estava executando uma reforma num apartamento vizinho, ela foi encontrada morta no dia seguinte pelo marido. Logo foi desvendado que o tal indivíduo é quem a assassinou. Uma motivação tola para se atingir o ponto de acabar com a vida de uma mulher com uma longa jornada pela frente para desempenhar todo o talento, algo evidente no recente drama “Garçonete” – do qual é diretora, roteirista e atriz (onde ela interpreta Dawn, personagem secundária do filme).
.
Neste último trabalho, do qual é perceptível todo seu carinho e dedicação tanto na forma com a qual usa sua câmera quanto na condução da história, ela retrata a vida banal da garçonete especialista em torta Jenna (Keri Russell, em iluminado desempenho). É somente na confecção desta saborosa sobremesa que esta jovem mulher encontra a felicidade em seu cotidiano, abalado pela insensibilidade do seu marido Earl (Jeremy Sisto) e ao recordar das poucas boas oportunidades que a vida foi capaz de lhe proporcionar. Em determinado momento, quando descobre estar grávida do marido quando o mesmo a embriagou para transar, ela desabafa que não consegue expressar emoção alguma com o futuro de mãe, tamanha infelicidade é viver com Earl. Tudo muda quando tenta participar, ás escondidas, de um concurso gastronômico que oferece como prêmio a quantia de 25 mil dólares (um valor necessário para tentar se livrar do marido) e ao ser consultada pelo Dr. Pomatter (Nathan Fillion), com quem manterá um caso.
.
Com uma premissa um tanto familiar para aqueles que já viram outros dramas independentes, especialmente “Por Um Sentido na Vida” (estrelado por Jennifer Aniston), onde mulher infeliz vai em busca de algo que valha a pena se dedicar para reverter a péssima situação que está vivenciando, “Garçonete” aborda outros assuntos como à escolha de alternativas erradas que podem ser mudadas e como é necessário fibra para fazer acontecer. Talvez não proporcione aquela gostosa sensação de triunfo quando finalmente tudo parece ser encaixado no seu devido lugar e que qualquer espectador gostaria de visualizar, mas é impossível sair indiferente numa história que nos mostra que é necessário ser corajoso para iniciar toda uma vida do zero para finalmente conquistar a esperada felicidade. Assim, onde quer que esteja, Shelly concluiu sua missão como uma boa profissional.
Título Original: Waitress
Ano de Produção: 2007
Direção: Adrienne Shelly
Elenco: Keri Russell, Nathan Fillion, Cheryl Hines, Jeremy Sisto, Andy Griffith, Adrienne Shelly, Eddie Jemison, Darby Stanchfield e Kira Grace

18 Comments

  1. Wally Wally

    Eu vou além, adorei muito. Um filme, como dizem, “feel good”. Achei apaixonante. Todos os ingredientes certos.Nota 8,5Ciao!

  2. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Wally, imaginava que Adrienne Shelly usaria outras estratégias para finalizar a sua obra, mas é inegável que foi capaz de usar os ingredientes exatos para fazer um filme saboroso (que trocadilho infame, rs). Abraço!

  3. Pedro Henrique Pedro Henrique

    Estou um pouco cansado desses filmes. Sempre digo isso. Mas sabe que não perco um.Quero ver esse!!

  4. Rodrigo Fernandes Rodrigo Fernandes

    pelo jeito então ela deixou um útlimo filme para se “degustar” a vontade.. Ae, Alex, copiei o trocadilho, hehehe…é uma pena o povo daqui da minha cidade não trazer esses filmes pra cá… alémd e serem dificeis de se achar nas locadoras, mas a esperança é a ultiam que morre… irei ve-lo com certeza…abraços

  5. Vinícius P. Vinícius P.

    Bem, eu gostei bastante do filme, mas o estranho é que ele é tão ‘amargo’ em certos momentos mas ainda assim conseguiu me conquistar. Além da Kero Russell estar ótima, o destaque vai para o coadjuvante Andy Griffith – aquele diálogo sobre uma torta foi brilhante.

  6. Kamila Kamila

    Quero ver se consigo encontrar “Garçonete” para alugar. Só leio coisas ótimas sobre esse filme.

  7. Weiner Weiner

    Ainda não vi “Garçonete”, e como este mês estará disponível na locadora, pretendo correr e alugar. Até porque gosto da Keri Russel, e o roteiro, apesar de conhecido em outras produções (especialmente a que você citou, de Jeniffer Aniston) ainda me agrada bastante.Adrienne Shelly, não conhecia seus trabalhos, e fiquei sabendo no Blog do Vinícius que ela havia morrido. Uma pena, como disse antes, a morte de qualquer pessoa, qualquer mesmo, costuma me entristecer.Abraços.

  8. H H

    e aí, cara, gostou de Desejo e Reparação?

  9. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Pedro, “cansado desses filmes”? Poxa, então você não curte muito filmes com uma premissa similar de “Garçonete”?

  10. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Rodrigo, espero que você encontre o filme algum dia. O seu lançamento em DVD foi anteontem, mas nem sinal nas locadoras mais próximas do meu bairro. Tanto que o conferi através de uma cópia do DVD americano com legendas em português. Dá até para acessar alguns extras, rs. Abraço!

  11. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Vinícius, todo o elenco está super carismático, simpático. Mas os meus prediletos foram mesmo Keri Russell e Nathan Fillion, que formam um belo casal. E parece que os trocadilhos estão imperando por aqui, rs.

  12. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Kamila, e não está lendo à toa, já que o filme é super bacana!

  13. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Weiner, o filme já deve estar disponível nas locadoras. Vale muito a pena alugar. Também não sou muito familiarizado com o trabalho de Adrienne Shelly nos cinemas, mas pelo que se vê neste “Garçonete” ela foi uma boa profissional.

  14. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    H, “Desejo e Reparação” é formidável. A Briony já entrou na lista de personagens mais fascinantes de todos os tempos. Em breve posto uma resenha, talvez na próxima semana.

  15. Pedro Henrique Pedro Henrique

    Não, pelo contrário, eu sempre gostei desses filmes, mas tenho visto tanta porcaria…..Enfim, como gosto, sempre acabo vendo. Garçonete me parece uma boa pedida, não?Abraço!!!

  16. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Pedro, agora compreendi melhor, rs. “Garçonete” é um filme bem agradável. Acho quase impossível não gostar dele.

  17. Finalmente vi “Garçonete”, foi difícil de achar, mas vi! Faz tempo que queria ver e superou minhas expectativas. Lindo, lindo, lindo! Obrigada pela dica, Alex! [;)]

    Beijos!

  18. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Hello, que ótimo ver que a minha sugestão lhe foi válida. Acho que é um filme muito sensível e belo e que merecia ser visto por você.
    Beijos!

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: