Skip to content

Resenha Crítica | Sexta-feira 13 (2009)

Sexta-Feira 13Quem viveu muito bem os anos 1980 e 1990, ou até mesmo assistia as reprises de filmes de terror no TV Terror da Rede TV, deve ter acompanhado toda a franquia de Jason Voorhees, a mais extensa em todo o gênero. O vilão já foi esfaqueado, atropelado, explodido, congelado, eletrocutado e nada foi capaz de detê-lo. Isto é um fato que talvez soe infeliz, vendo a bagunça que a série se tornou desde o seu quinto episódio. Hoje, somado com “Freddy Vs. Jason” e o novo “Sexta-feira 13”, mistura de prequel com refilmagem, temos ao todo doze filmes somente com o personagem – vale lembrar que mesmo sendo a sua mãe Pamela Voorhees a assassina da fita original, Jason surge numa ponta assustadora no desfecho.

Como não há mais criatividade para trazer Jason ao mundo, que o faça em uma refilmagem. Mas a visão de Marcus Nispel é tão ruim quanto aos dos episódios mais constrangedores de “Sexta-feita 13”, como “Sexta-feira 13 – Parte VIII: Jason Ataca Nova York” (1989), “Jason Vai Para o Inferno – A Última Sexta-feira 13” (1984) e “Jason X” (2001), para dar uma idéia da dimensão da coisa. Um resultado cruel para um diretor que realizou uma refilmagem tão eletrizante de “O Massacre da Serra Elétrica”. “Sexta-feita 13”, o deste ano, tem duas sequências antes do imenso letreiro anunciando “Friday the 13th”. O primeiro, mais rápido do que deveria, Pamela Voorhees está prestes a matar uma mocinha quando esta se rebela decapitando-a. A segunda tem cinco personagens e eles são apenas iscas para o filme apresentar as regras: as garotas que aparecem nuas e os garotos que se deixam levar pelos vícios das drogas e do álcool morreram. Aqueles que transam idem.

O restante do filme tem conexão com a descrição dessa segunda parte. E este é o seu problema fatal. Está certo que é um elemento do slasher film, mas a série anteriormente – ou ao menos os seus episódios mais inspirados – não se limitava a este estereótipo. Ou seja: ao invés de acrescentar alguma informação interessante a mitologia de Jason o roteiro optou por seguir a linha da morte de personagens inconsequentes. Ainda que tenha lá uma ou outra morte inspirada o filme não estabelece um tempo maior para a relação de Jason com uma das vítimas (que o confunde passando-se por sua mãe, um lance pego do clímax do segundo “Sexta-feira 13”, de 1981) ou mesmo quando abandona o saco de pano de cor marrom para esconder a sua estranha face com a famosa máscara de hóquei (referência ao filme terceiro “Sexta-feira 13”, de 1982). Outra falha é a tensão apagada quando as vítimas, na maioria das vezes chapadas, encaram o psicopata como um mero palhaço. Se o filme vai nesse progresso até o final, nem encarando tudo como diversão tolinha e passageira o programa funciona.

Título Original: Friday the 13th
Ano de Produção: 2009
Direção: Marcus Nispel
Elenco: Derek Mears, Jared Padalecki, Amanda Righetti, Danielle Panabaker, Travis Van Winkle, Aaron Yoo, Jonathan Sadowski, Julianna Guill, Ben Feldman e Nana Visitor.
Cotação: 2 Stars

17 Comments

  1. Marcelo Coldfer Marcelo Coldfer

    Fui seco pra ver esse filme todo pomposo dizendo que “até que enfim a minha geração vai poder ver nas telas um filme do Jason” Isso porque Jason vai para o inferno e o restante das sequências foram um “acidente” O filme é um amontoado de clichês bobos e vergonhosos e não funciona mesmo nem como diversão passageira. Esperem por Dia dos Namorados macabros- 3D,esse é bem melhor no quesito “morte aos montes”.
    Minha nota é 5,5

  2. Nunca parei para ver Setxa-feria 13, mas tenho muita vontade… acho que vou fazer uma sessãoe special essa sexta!! hehehe

  3. Eu, ao contrário de você, adorei esse Sexta-feira 13, que tinha tudo para dar errado, a começar pelo Michael Bay na produção! Porém, achei divertidíssimo, como os filmes de terror deveriam sempre ser. Tudo que um bom slasher tem que ter está lá: drogas, peitões e muito sangue. Sou fã desse gênero de terror que não se leva a sério, sabe?

    E Marcelo, camarada do comentário aí em cima, eu fui hoje à cabine de Dia dos Namorados Macabro 3D – bem fraquinho! Não fossem os óculos, tava mal de engrenar. Isso sim é um filme bobo. O original é muito mais assutador. Sexta-feira, dia da estreia, deve entrar a resenha sobre o filme lá na M…

    Abs!

  4. Eu tinha até visto – e me surpreendido – com alguns comentários positivos que li em relação a este remake. Mas, sua opinião retrata justamente aquilo que eu esperava de “Sexta-Feira 13”.

  5. Marcelo Coldfer Marcelo Coldfer

    eu já gostei do Dia dos Namorados Macabros, não sei se porque eu estou só no momento…hahahaha

  6. Amanhã é sexta-feira 13, e se estiver de bom humor, acho que vou me arriscar com essa bomba. Na verdade eu odeio o Jason, acho um vilão risível – nem chega aos pés de Mike Myers ou mesmo de Freddy Krueger (nos bons tempos, é claro).

  7. Kau Kau

    Alex, sabia que eu NUNCA vi um filme do Jason??? Acho tão bizarro… e acho que não vai ser este que irei assistir por primeiro rsrsrsrsrsrs

    Abs!

  8. Ressulcitaram Jason? Nossa, nem sabia, quanto tempo!

  9. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Marcelo, eu concordo com exatamente TUDO que o senhor disse! Esse “Sexta-feira 13” é um acidente de grandes proporções como “Jason X” e os outros momentos ruins da franquia. Mas deixa eu me corrigir: eu não concordo com tudo, no fim das contas, pois ainda não vi o remake de “Dia dos Namorados Macabro”. Acho que vou fazê-lo na segunda-feira que vem. E eu também estou encalhado. Logo, devo adorar o filme! :D

    Robson, que pecado! “Sexta-feira 13” é um marco, não pode deixar de ser visto por ninguém.


    Dudu, eu também curto, especialmente seios à mostra! Mas o problema é que esse novo “Sexta-feira 13” merecia receber um tratamento melhor. O original e suas três sequências tem tudo isso e conseguem ser muito assustadores. E eu verei se consigo assistir “Dia dos Namorados Macabro” original este final de semana para, na próxima, assistir ao remake. Lerei seu texto, pode deixar. Abraços!


    Kamila, se eu fosse você eu ia mais pela minha opinião do que a alheia! Ehehehe…


    Weiner, coitado do Mike Myers! Ele é um bom comediante! :P

    Kau, merece apanhar de cinto por nunca ter visto um longa do personagem :P

    Cassiano, sério que tu não sabia dessa refilmagem? Jason deveria lhe esfaquear!

  10. Arriscar ver essa bomba em potencial, só depois de pegar a versão original “clássica”… Essa onda de remakes, sinceramente, já está saturando.

  11. Alex Gonçalves Alex Gonçalves

    Gustavo 1, também não é para tanto, rs.

    Gustavo 2, é verdade. Mas uma vez ou outra surge bons remakes de clássicos do gênero. O “Sexta-feira 13” original ao menos posso confirmar que é muito bom.

  12. Anderson, eu adoraria que um novo “Sexta-feira 13” fosse realizado, mas não do jeito que ficou.

  13. […] Horseman” (com Dennis Quaid e Zhang Ziyi) e “Alma Perdida”. Há também “Sexta-feira 13” e “A Nightmare on Elm Street” (em fase de pós-produção), mas vamos nos […]

  14. […] Marcus Nispel (que conduziu as refilmagens de “O Massacre da Serra Elétrica” e “Sexta-feira 13“) nada mais faz do que um trabalho […]

  15. […] diretor é famoso por produzir as refilmagens dos slasher “O Massacre da Serra Elétrica” e “Sexta-feira 13” através da empresa Platinum Dunes, mas vê-lo dirigindo algo assim é muito inusitado. Pois […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: