Noivas em Guerra

Noivas em Guerra | Bride WarsGary Winick é um diretor que sabe transformar um texto carregado de temas batidos em algo inteligente e irresistível. Foi o que fez tendo em mãos pouco dinheiro (150 mil dólares) na comédia “Um Jovem Sedutor”, onde o resultado poderia muito bem ser confundido com um filme de Woody Allen, e “De Repente 30”, sobre garota que em seu aniversário realiza o desejo de chegar aos trinta anos e experimentar o mundo como ele é no corpo de uma adulta. Lamentavelmente, não é o que ele consegue em “Noivas em Guerra”, embora não seja exatamente a sua culpa não alcançar um resultado melhor.

Dá para embarcar sem muitas reclamações na situação onde as melhores amigas desde a infância Liv (Kate Hudson, também produtora) e Emma (Anne Hathaway) se metem, talvez por ela ocupar pouco tempo da metragem. É que o sonho delas sempre foram o de casar no Hotel Plaza, em Nova York. Por coincidência, o parceiro de Liv (Steve Howey) e o de Emma (Chris Pratt) propõem casamento praticamente no mesmo dia. Mas eles não terão com o que se preocupar, vendo que os preparativos para a data serão de responsabilidade das duas. As noivas conseguem vagas para o casório no Hotel Plaza, mas por um erro da atendente do local (Candice Bergen) dá que só há uma data livre para agendar o casamento, sendo que a próxima oportunidade só vai acontecer depois de dois anos, pois o lugar é muito disputado na cidade para programar casamentos.

Essa estoriazinha para lá de tolinha, vejam só, foi moldada por três roteiristas: Greg DePaul, Casey Wilson e June Diane Raphael. Dá que Liv e Emma se tornam inimigas que fazem de tudo para garfar a chance de casar primeiro. E esse embate entre as duas noivas até que rende algumas risadas, especialmente quando Liv aparece de cabelos azuis e Emma com a pele mais alaranjada do que uma cenoura. Mas é só. Uma pena, pois Kate Hudson e Anne Hathaway são muito lindas e talentosas e Gary Winick é mais capaz de entregar momentos de ternura e graça quando trabalha com plots mais elaborados e que lhe possibite mais alvos para atingir em cheio.

Título Original: Bride Wars
Ano de Produção: 2009
Direção: Gary Winick
Elenco: Kate Hudson, Anne Hathaway, Bryan Greenberg, Chris Pratt, Steve Howey, Kristen Johnston e Candice Bergen.
Cotação: 2 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

15 Comentários em Noivas em Guerra

  1. Olá Alex!
    Ainda ñ vi esse, mas pretendo assistir msm achando q ñ irei curtir, tudo por que adoro a dupla Kate Hudson e Anne Hathaway, me simpatizo muito com ambas, q fazem parte do meu rol de queridinhas..rsrs..então por elas, encaro qualquer coisa..abs! Diego!

  2. Achei esse filme horrível. A história é uma droga, tudo é muito mal feito. Acho que a sua nota (4) foi até bem alta heheh

    Abraços!

  3. É mesmo uma historieta tola e repetitiva, que certamente valerá pela beleza e talento da minha nova musa Hattaway e da sempre boa Kate Hudson. Somente por elas, e somente mesmo por elas, verei em DVD.
    Abraços, alex!

  4. Diego, eu também gosto demais de ambas as atrizes, embora eu acredite que Kate Hudson esteve se metendo em grandes furadas (eu detestei aquele “Amigos, Amigos, Mulheres à Parte). Abraços!

    Cassiano, eu já esperava, pois tive boas experiências com os dois filmes que mencionei do Gary Winick aqui na resenha.

    Ciro, não vamos ser bem severos, rs. Abraços!

    Filipe, bom nenhuma expectativa você talvez possa ver o filme e tirar algum proveito.

    Weiner, as duas são os grandes (e únicos) atrativos do longa. Fique aguardando pelo DVD. Abraços!

  5. Filme péssimo, completamente sem-graça. Rendeu até crítica lá na M… Agora, justiça seja feita: a Kate Hudson de cabelo azul ficou gatinha! Parecia a Donita Sparks, do L7, minha musa do rock.

    Abs!

  6. Olá, Alex! Tudo bem?

    Já pensei em ver o filme, mas já saiu dos cinemas daqui. Agora só em DVD. Para mim, parece aquelas comédias para se ver na TV, né? rsrs.

    Beijos! ;)

  7. Eu gostei do filme. Algumas cenas foram trash, como o modo com que o casamento da amiga morena terminou. Foi uma cena ridícula. Mas foi interessante. Outra coisa ridícula foi ela ter chamado para madrinha aquela professora horrorosa. Ela tinha outras amigas que compareceram ao casamento – e que poderiam ter feito o papel. Isso ficou claro quando algumas colocaram na lista que iriam assistir a cerimônia de uma e a festa da outra. Mas foi um filme divertido, embora com alguns equívocos ridículos de roteiro e de direção de cena.

  8. Demorei 2 meses pra ver até o final. Só pra ver se provocava uma (eu disse uma) risada. Nem que fosse amarela. Mas que nada. o filme ainda desbanca pro drama, mal feito por sinal. Anne está feia no filme,e aparece que é proposital já que o nome da Kate Hudson aparece primeiro.

  9. Marcelo, que maldade! :D Mas é um filme bem sem graça mesmo. E acredita que concordo com você em relação da Anne Hathaway? Achei ela muito mais bonita em “Passageiros” e “O Casamento de Rachel” do que aqui. E ainda ela interpreta uma personagem chatíssima.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Ponto Crítico – Fev/09 « Cine Resenhas

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: