Skip to content

Resenha Crítica | Força Policial (2008)

Força Policial
Todo ano há ao menos um título a ser lembrado como aquele que tem um policial como protagonista de uma ação cercada de outros policiais de má índole, provavelmente envolvidos com corrupção e em casos para lá de obscuros. Se no ano passado o filme perfeito a se encaixar nessa descrição foi “Os Reis da Rua”, entre os lançamentos de 2009 que consegue o posto de representante dessa narrativa padrão é “Força Policial”. A falta de qualidade também é a mesma.

Ray Tierney (Edward Norton) é um policial que parece ter preferido desde a infância seguir essa difícil profissão por influências familiares. Afinal, o seu pai (Jon Voight), irmão (Noah Emmerich) e o marido (Colin Farrell) da sua irmã (Jennifer Ehle, que infelizmente aparece pouco) também são policiais. Só que um caso envolvendo o perigoso traficante de drogas Angel Tezo (Ramon Rodriguez) abalam bastante essa família, pois quando quatro policiais da equipe do personagem de Noah Emmerich são assassinados as investigações de Ray, afastado de missões de risco desde que uma foi capaz de destruir o seu casamento, chegam a apontar que o seu cunhado é um dos vários suspeitos do massacre.

O diretor de “Livre Para Amar”, Gavin O’Connor, até que tentou com Joe Carnahan desenvolver um argumento digno inserindo nele essa dinastia de policiais. O seu trabalho de direção é competente até a metade, destacando-se nele o seu empenho ao criar planos sem cortes. Mas tudo desmorona quando todas as informações necessárias para manter algum mistério na trama são jogados para conhecimento do público antes mesmo de Ray ter acesso a elas. E que o universo narrado no filme é sórdido por natureza todo mundo sabe – “Orgulho e Glória”, tradução do nome original da produção, parece funcionar como ironia, pois são essas as virtudes que os personagens provavelmente não carregaram em suas consciências. Só que não precisavam exagerar a dose na violência para captarmos isso, pois se não irritantes são os rumos finais do filme podemos defini-los como risíveis, como o patético confronto entre os personagens de Norton e Farrell e algumas coincidências e atitudes absurdas que colaboram para aumentar a tragédia.

Título Original: Pride and Glory
Ano de Produção: 2008
Direção: Gavin O’Connor
Elenco: Edward Norton, Colin Farrell, Noah Emmerich, Jon Voight, Jennifer Ehle, John Ortiz, Frank Grillo, Shea Whigham, Lake Bell, Carmen Ejogo, Manny Perez, Wayne Duvall e Ramon Rodriguez.
Nota: 5.0

8 Comments

  1. Achei o roteiro do filme fraquíssimo, mas gostei da direção (até certo ponto), como você. E eu achei o elenco competente, apesar de algumas limitações. O filme entretem e tem seus aspectos interessantes, só deixa a desejar bastante.

    Nota 6,5

    Ciao!

  2. Olá Alex! Cara, tive uma impressão muito parecida com a sua. Assisti o filme no cinema e achei-o muito fraco. Nem me prestei a comentar sobre ele…
    abs.

  3. Eu realmente não espero grande coisa desse filme, mas só pela presença do Edward Norton e do Colin Farrell acho que vale a sessão…

  4. Esse eu perdi nos cinemas, vou esperar pelo DVD. E tenho curiosidade pelo filme por dois motivos: compara-no com Os Donos da Noite, mas o acharam inferior; como não gosto muito do filme de James Gray, espero que esse seja melhor. E depois pelo elenco, principalmente depois do aumeto de qualidade nos trabalhos de Colin Farrell.

  5. Olá, Alex! tudo bem?

    Sinceramente, não espero nada do filme, mas a dupla principal é interessante.

    Beijos! ;)

  6. Wally, exatamente pelo motivo de ser um filme com roteiro fraquíssimo e que deixa a desejar em outros sentidos que conferi uma cotação tão regular. Abraço!

    Charles, já eu me alegro de não ter visto na tela grande, pois assim o risco de frustração poderia ser bem maior. Abraços!

    Vinícius, eles não estão maus, só que o filme não colabora. Eles brigando no clímax é algo constrangedor.

    Rafael, não posso dizer para você se há alguma verdade nessas comparações feitas entre “Força Policial” e “Os Donos da Noite”, pois ainda não assisti ao filme do James Gray. E o Colin Farrell está voltando a progredir muito bem, mas este filme não é um ponto positivo para a sua nova ascensão.

    Mayara, é mesmo bem interessante. Eles quase sempre valem o filme, mas não é muito bem o que pode ser dito em relação de “Força Policial”. Beijos, tudo de bom!

  7. Filme muito fraco de roteiro, q traz uma boa dupla de atores, Norton e Farrell, mas akele final botou td a perder aquilo q já não tava bom, achei ridiculo o final..nota 4.0!
    Abs! Diego!

  8. Diego, eu pensava que era exagero quando li em algum lugar (acho que foi na Revista Set) que o filme trazia dos dos piores finais dos últimos tempos. Mas quando chegaram os créditos finais pude testemunhar a mesma tragédia – e creio que o senhor idem. Abraços!

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: