Skip to content

Resenha Crítica | Sex Drive – Rumo ao Sexo

Sex Drive - Rumo ao Sexo
Fazia tempo que não se via uma comédia de qualidade onde a história se trata de adolescentes que só pensam em sexo. O divertido “American Pie” e suas sequências (com exceção dos pavorosos títulos oficiais da franquia que foram lançados diretamente para o mercado de vídeo) influênciaram, só que o gênero só dava bola-fora. “Sex Drive – Rumo ao Sexo” é uma exceção, mas só deve agradar mesmo aqueles que já sabem o que esperar do filme. Então é bom se preparar, pois há muita perversão e tudo progride em ritmo frenético.

Ian Lafferty (Josh Zuckerman) é aquele típico jovem de dezoito anos que se sente incompleto perante os demais por ainda ser virgem. Ele, que trabalha como vendedor de rosquinhas e que a maior parte do tempo aparece fantasiado como uma, acredita que pode mudar esta condição ao paquerar pela Internet uma bela loira usando o nickname de Ms. Tasty (Katrina Bowden). Segundo o seu melhor amigo Lance (Clark Duke), ele pode conquistar essa garota se no primeiro encontro conduzir um carro que chame a atenção. E aí que ele bola o plano de pegar emprestado o carro do seu agressivo irmão Rex (o impagável James Marsden, embora seu desempenho se assemelhe demasiadamente ao de Seann William Scott em “American Pie”), só que sem avisá-lo. A bordo do Mustang 69 GTO Vermelho também está a sua melhor amiga Felicia (Amanda Crew), mas Ian mente a ela, dizendo que irá dirigir por horas na estrada para visitar sua avó.

Com o fracasso do filme nas bilheterias (foi exibido na mesma semana de lançamento de “Max Payne“, “W.” e “A Vida Secreta das Abelhas” e faturou até a sua permanência nos cinemas somente um valor um pouco acima de oito milhões de dólares), o diretor Sean Anders acabou apresentando a sua versão de “Sex Drive – Rumo ao Sexo” em DVD. Com um pouco mais de duas horas, Anders não poupou ao mostrar várias mulheres  completamente nuas e algumas cenas ondem ocorrem muitos absurdos. Mas nada que espante os conservadores. Os personagens são bem carismáticos e há situações que provocam altas gargalhadas. Assim, acabou por moldar um empolgante road-movie com potencial de virar obra de culto.

Título Original: Sex Drive
Ano de Produção: 2008
Direção: Sean Anders
Elenco: Josh Zuckerman, Amanda Crew, Clark Duke, James Marsden, Seth Green, Alice Greczyn, Katrina Bowden, Charlie McDermott, Mark L. Young, Cole Petersen, Dave Sheridan, Michael Cudlitz, Kim Ostrenko e Allison Weissman.
Nota: 7.0

14 Comments

  1. Me lembro que este filme surpreendeu nas bilheterias norte-americanas no ano passado. Se seguir a linha “Superbad – É Hoje”, tem tudo para me agradar.

  2. Hahahahahaha eu vi esse. Foi meio bobo, mas dei risada kkkkk Adorei os Amish!

  3. Kamila, só se surpreendeu negativamente, pois como disse em meu texto o filme foi um grande fracasso.

    Mandy, é bem bobo, mas isso não quer dizer que não seja muito engraçado. E os Amish são impagáveis!

  4. Tá aí… vou encarar.
    Achava que era algo bem pior, mas até que você me deu uma boa “perspectiva” (como diria o crítico gastronômico do filme Ratatouille).

    Abs!

  5. Ramon, eu esperava por algo ruim, mas o trailer havia me entusiasmado em um primeiro momento. Deu que vi o filme e me diverti demais. Abraços!

  6. Tbm vi numa cópia baixada da net, comentei no meu blog no início do ano, é divertido msm, tem boas piadas e muita mulher pelada..hehe..o filme foi bem a quem das minhas expectativas!
    Tenho 2 similares do gênero pra ver em ksa: “Fired Up” e “Miss March”, já ouviu falar? q segue a linha desse aí, jovens em busca de sexo e curtição!
    Abs! Diego!

  7. Cara, eu ri demais. Vi a versão ‘sem cortes’ também. MUITO idiota, mas muito engraçado.

  8. Diego, além de excitantes, as cenas com a mulherada nua são engraçadas! :D E já ouvi falar de ambos os títulos ao qual você pergunta, mas eu confesso que não tenho algum interesse especial em vê-los por enquanto. Abraços!

    O Cara da Locadora, acho que muitos conseguiram ver esta versão. Que bom que gostou!

  9. Pois é, tô com esses q eu disse à um bom tempo, mas ñ foi possível assistir, tenho coisas mais interessantes pra ver na frente..minha lista de filmes “a ver”, já passa de 80 pra vc ter uma idéia..rs..
    Ah, fico no aguardo da sua crítica para o “Paranóia Americana”, achei bem bom e interessante esse filme, espero q vc tenha gostado tbm..hehe..
    Abs! Diego!

  10. Diego, eu espero neste final de semana eliminar ao menos 1/4 dos filmes pendentes que tenho armazenado em meu computador. E não sei ao certo se devo publicar uma resenha de “Paranóia Americana”, vamos ver conforme as atualizações, rs… Abraços!

  11. Ai, Alex, exagerou um pouco vai. xD Mas eu morri de rir com o filme, nossa! Tão idiota, tão engraçado e James Marsden demais. *.*
    Quero ver essa versão sem cortes!

    []s

  12. Jeff, por que exagerei? Se o filme faz qualquer um morrer de rir, como você disse ter acontecido com você, ele merece algum destaque. Abraços!

  13. Ainda naum vi o filme, de primeira impressão achei bobo, mas o trailer me fez dar boas risadas.

    Quero ver!!

    Abraço!!!

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: