Melhores de 2009: Documentário

Loki - Arnaldo BaptistaRealizar documentários de artistas musicais é bem comum hoje em dia. Porém, o risco de fazer um registro monótono que só se empenha em perseguir o protagonista (como “Coração Vagabundo”) e que o maqueia até desaparecer as falhas de sua natureza humana (em “Michael Jackson’s This is It”) é muito grande. “Loki – Arnaldo Baptista”, que é dirigido por Paulo Henrique Fontenelle, faz com que as duas horas de metragem sejam prazerosas de se acompanhar, mostrando pontos reveladores da carreira artística de Arnaldo Baptista, desde o estouro a frente do grupo “Os Mutantes” até os dias atuais que procura vivenciar na companhia de sua esposa, a arte de pintar e o prestígio universal dos fãs.

Vencedor: Loki – Arnaldo Baptista”, de Paulo Henrique Fontenelle

Outros indicados: American Teen” | “Home – Nosso Planeta, Nossa Casa” | “Um Táxi Para a Escuridão” | “Waldick – Sempre no Meu Coração

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

7 Comentários em Melhores de 2009: Documentário

  1. “Um Táxi Para a Escuridão” é o único entre os indicados que eu vi. Um belo filme. Meu documentário favorito de 2009 foi “Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei”.

  2. – Vinícius, documentários são mesmo complicados de serem vistos.

    – Fael, então aproveite 2010 para ver os documentários que entram no circuito, nem que você tenha que baixá-los na Internet.

    – Kamila, apesar dos seus elogios entusiasmados, não pude ver “Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei”. É um filme muito difícil de se encontrar aqui na cidade.

    – Luis, o Brasil capricha mesmo nos documentários. Não é à toa que dois figuraram entre os finalistas.

    – Wally, também achei “Um Taxi para a Escuridão” ótimo.

    – Pedro, lindo mesmo.

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: