Resenha Crítica | O Fada do Dente (2010)

O Fada do Dente | Tooth FairyÉ preciso relembrar que “O Fada do Dente”, antes de qualquer outra consideração, é um filme endereçado ao público infantil, pois poucos parecem se dispor a embarcar nesta aventura fantasiosa de Michael Lembeck, nome especializado na direção de projetos televisivos. Então podem esperando por todo aquele clima de matinê descompromissado e que trabalha com fórmulas bem-sucedidas de outros títulos.

Derek Thompson é um jogador de um time de hóquei sobre o gelo que está há anos no banco reserva por perder parte de suas habilidades em um acidente nos ombros em ação na quadra. Para não viver no ostracismo, prefere aproveitar o apelido de O Fada do Dente que recebeu da torcida, pois todas as vezes que substitui algum companheiro de seu time é capaz de fazer com que alguém da equipe adversária perca um dente, atitude brutal que faz questão de repetir todas as vezes e que é o torna tão famoso, mesmo  quando é alvo de críticas dos locutores esportivos e do seu próprio técnico. Nada que o faça se importar, pois curte uma boa vida com a namorada Carly (papel de Ashley Judd, dando uma pausa aos papéis densos que andou encarando nos últimos anos), mãe de um casal de filhos.

O filme vai se tornando divertido assim que o protagonista acredita ser vítima de um pesadelo que envolve a fada madrinha Lily (Julie Andrews, dando o ar da graça após “O Diário da Princesa 2”). Logo descobre que terá que desempenhar o papel de uma fada do dente, já que em uma conversa com a filha de Carly quase a fez desacreditar na história de que uma fada sempre troca por dinheiro o dente caído deixado debaixo de um travesseiro.

Ingênuo, né? Pois o elenco faz toda a diferença em “O Fada do Dente”, em especial Dwayne Johnson, conhecido como The Rock. O ex-lutador, a exemplo de “A Montanha Enfeitiçada“, parece ter mesmo dado um longo intervalo para as fitas de ação que estrelou no início da década passada e que o tornou um astro. Dwayne Johnson e o elenco de apoio mergulham de cabeça na brincadeira. Há até o desaparecido Billy Crystal fazendo uma ponta impagável. Desapontador mesmo só o terceiro ato, com uma inevitável e maçante lição de moral. Vendo que “O Fada do Dente” conta com cinco roteiristas desenvolvendo o argumento daria para evitar a bola fora.

Título Original: Tooth Fairy
Ano de Produção: 2010
Direção: Michael Lembeck
Elenco: Dwayne Johnson, Ashley Judd, Stephen Merchant, Julie Andrews, Ryan Sheckler, Seth MacFarlane, Chase Ellison, Destiny Whitlock, Brandon T. Jackson e Billy Crystal

Data:
Filme:
O Fada do Dente
Avaliação:
21star1stargraygraygray
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

5 Comentários em Resenha Crítica | O Fada do Dente (2010)

  1. Achei o filme um saco. Dou 2 estrelas porque, como você disse, é direcionado ao público infantil e neste quesito cumpre algumas obrigações. Mas só.

  2. Eu assistiria a este filme de forma totalmente descompromissada e acho que seu texto foi certeiro na maneira como encarou “O Fada do Dente”. Eu assistiria à obra, sem problema!

  3. Humn, talvez por puro preconceito eu corri desse filme. Talvez eu venha a dar uma chance para ele, jpa que entrete e eu tenho uma irmã de quatro anos que deve adorar.rsr

  4. – Vinícius, preconceituoso!

    – Wally, já eu não achei. Tem momentos muito simpáticos.

    – Kamila, que bom que pensa dessa maneira. É com este espírito que se deve assistir a filmes da linha de “O Fada do Dente”.

    – Luis, como assim você tem preconceito com um filme que traz Ashley Judd e Julie Andrews? Rs.

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: