Skip to content

Resenha Crítica | O Amor Acontece (2009)

O Amor Acontece | Love HappensHá ainda uma grande lista de lançamentos previstos em circuito nacional até dezembro. Mesmo assim, já pode ter sido encontrado um sério candidato a ocupar o posto de pior filme do ano. Este título em questão é “O Amor Acontece”, estreia do roteirista de “O Mistério da Libélula” na direção. E em pensar que as expectativas denotam o contrário. É animador ver um elenco de nomes respeitáveis envolvidos em um projeto quase independente. Porém, todos entraram em uma verdadeira barca furada.

O filme foca os workshops em Seattle apresentados pelo escritor Burke Ryan (Aaron Eckhart, cuja carreira ia muito bem até romper a parceria com o cineasta Neil LaBute). Intitulado “A-Okay”, este best seller compreende a triste experiência de Burke em perder sua esposa em um acidente automobilístico. Ao vivo, realiza discursos para os seus leitores a superarem suas próprias dores pessoais. Tendo como companhia somente o seu agente Lane (Dan Fogler), o viúvo Burke se interessa pela florista Eloise Chandler (Jennifer Aniston) assim que a conhece nesta viagem a trabalho. Para facilitar as coisas, logo no início desta história vemos Eloise flagrando seu namorado músico a traindo, rompendo mais um de seus fracassados relacionamentos.

Impera desde então o típico romance água-com-açúcar de qualquer outro romance cinematográfico banal. Mas acredite, este é o menor dos problemas. Brandon Camp transforma rapidamente “O Amor Acontece” em um insuportável filme de auto-ajuda, com sequências manipuladoras como poucas vezes se viu. A pior delas é quando Burke convence seu grupo de fãs a caminharem descalços por uma passagem preenchida com carvões acessos. “O Amor Acontece” também se converte em um tortuoso teste de paciência para qualquer espectador, tendo de encarar as crises emotivas do protagonista, que se descobre não ter acertado todas as contas com a tragédia em seu passado.

Título Original: Love Happens
Ano de Produção: 2009
Direção: Brandon Camp
Elenco: Aaron Eckhart, Jennifer Aniston, Dan Fogler, John Carroll Lynch, Martin Sheen, Judy Greer, Frances Conroy, Sasha Alexander e Joe Anderson
Cotação: 1 Star

8 Comments

  1. Neo Neo

    Aaron Eckhart já fez alguns filmes muito bons, como “Obrigado Por Fumar”, mas Jennifer Aniston essa sim, coitada não consegue se engajar em nenhum filme e ter sucesso, em Friends era até legal de ver, mas já se esperava que não era muita coisa..

    O filme não é tão ruim como foi dito aqui, mas também está longe de ser lembrado neste ano.

    Neo Resenhando.

  2. Poxa, tão ruim assim? Pensei que seria ao menos simpático pela boa dupla de protagonistas.

  3. A Jennifer Aniston insiste demais com esses filmes. Apesar de simpatizar com ela e com o Aaron Eckhart, concordo que esta é uma obra abaixo da média.

  4. Marcelo Coldfer Marcelo Coldfer

    Nem dou mais importância a Jennifer Aniston, mas Aaron Eckart de Obrigado por Fumar, O cavaleiro das Trevas e Na companhi dos Homens realmente não precisava ter se envolvido nessa.

  5. Se eu fosse assistir, seria pela Aniston. Mas parece que é melhor passar longe.

  6. – Neo, já eu acho o inverso. Ainda não vi “Obrigado Por Fumar”, embora tenha o DVD há tempos. Mas nada do que Aaron Eckhart tenha trabalhado me impressionou, incluindo aquele superestimado “Batman – O Cavaleiro das Trevas”. Já Jennifer Aniston continua tropeçando ao ficar investindo somente em comédias românticas como este “O Amor Acontece” e aquele horrível “Caçador de Recompensas”. Mas eu, por exemplo, fiquei impressionado com os seus trabalhos em “Amigas com Dinheiro”, “Por Um Sentido na Vida” e até mesmo no leve “O Amor Pede Passagem”.

    – Vinícius, eu esperava por um bom filme. O resultado, entretanto, é desastroso!

    – Kamila, também acho que a Jennifer anda insistindo demais nesta linha de filme, mas acredito que ela em breve amadurecerá como intérprete dramática.

    – Marcelo, quem sabe o Neil LaBute volte a oferecer algum personagem para o Aaron Eckhart? Rs.

    – Luis, eu assisti o filme por causa dela e da Judy Greer. Quebrei a cara! +.+

  7. Lorraine Lorraine

    Muito, muito ruim. Não sei como eu consegui ficar acordada até o final do filme…

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: