Cartas Para Julieta

Cartas Para Julieta | Letters to JulietApós o frustrante “Noivas em Guerra” ,Gary Winick volta a satisfazer o público com o simpático “Cartas Para Julieta”. Não que este romance feito sob medida para deixar ainda mais evidente a jovem estrela Amanda Seyfried conta com a contagiante nostalgia presente em “De Repente 30” ou mesmo os inteligentes diálogos no roteiro de “Um Jovem Sedutor”, filme independente que praticamente fez com que Hollywood o notasse. Mesmo assim, a impressão que se tem é que estamos diante de um romance diferente, com alguma personalidade. Isto porque temos aqui dois romances se formando, um juvenil e outro maduro.

Amanda Seyfried é Sophie, garota que trabalha no ramo jornalístico e que está noiva do chef Victor (o mexicano Gael García Bernal, cuja presença talvez se justifique pelo filme ser roteirizado, além de Tim Sullivan, por Jose Rivera, o mesmo de “Diários de Motocicleta”). Eles planejam uma viagem para Verona para curtir uma lua de mel. Quase tudo dá certo, pois Victor agenda compromissos a todo o momento com fornecedores para abrir um negócio próprio. Curtindo os dias livres como se fosse uma solteira, Sophie se interessa pelo trabalho de algumas senhoras que se dedicam a responder cartaz deixadas em um muro de tijolos por mulheres apaixonadas endereçadas à Julieta de Shakespeare. Eis que a remetente de uma das cartas respondidas por Sophie, Claire (a extraordinária Vanessa Redgrave), decide aparecer. O problema é que o conteúdo foi escrito há cinquenta anos e nele consta o desejo incondicional de Claire em rever o seu primeiro grande amor, Lorenzo Bartolini.

Estando presente nesta história com características de road-movie o neto inglês de Claire, Charlie (Christopher Egan), fica muito fácil adivinhar no que dará “Cartas Para Julieta”. Não é o que deve ser considerado ou que o roteiro mais se preocupa em valorizar. É um romance sobre descobertas e perseverança e que ganha realce todo especial com a presença de Vanessa Redgrave. Não há dúvidas de que a protagonista Amanda Seyfried exalta muita simpatia, mas a busca de Claire pelo seu amor antigo é expresso com tanta ternura por parte de Redgrave, divina com seus setenta e três anos, que é impossível não torcer por um final feliz. Ainda mais na companhia de Franco Nero, cujo relacionamento desde 1967 culminou em casamento no último dia de dezembro de 2006.

Título Original: Letters to Juliet
Ano de Produção: 2010
Direção: Gary Winick
Elenco: Amanda Seyfried, Vanessa Redgrave, Christopher Egan, Gael García Bernal, Franco Nero, Marcia DeBonis e Oliver Platt
Cotação: 3 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

5 Comentários em Cartas Para Julieta

  1. Sem dúvidas qeu Winick voltou a ‘boa’ forma (pelo menos melhor que Noivas em Guerra). Ainda prefiro De Repente 30, mas Cartas Para Julieta é um filme agradável.

  2. Sinceramente, para gostar deste filme, a gente tem que entrar no espírito dele. E eu entrei. Adorei! Achei a história cativante e me envolvi na jornada da Sophie. O elenco é o grande destaque, com uma especial menção indo para a Vanessa Redgrave.

  3. – Luis, também gosto um pouco mais de “De Repente 30”, mas este filme é mesmo muito agradável, impossível de não gostar.

    – Wally, você não deve se arrepender. É um romance leve e até original em alguns aspectos.

    – Kamila, acho difícil não se deixar envolver pela história, ainda mais quando Vanessa Redgrave aparece em cena.

    – Vinícius, Amanda Seyfried vem me conquistando a cada novo filme. Ela está fantástica em “O Preço da Traição”.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention Cartas Para Julieta | Cine Resenhas -- Topsy.com

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: