Novidades no Amor

Novidades no Amor | The ReboundSandy (a charmosa Catherine Zeta-Jones) se depara no início da história de “Novidades no Amor” com um vídeo onde seu marido a trai. Abalada, abandona sua bela residência para viver com os dois filhos em Nova York. Na Big Apple somos apresentados a Aram (o simpático Justin Bartha, que fez o noivo desaparecido de “Se Beber, Não Case“) sujeito que trabalha em uma cafeteria com seu melhor amigo. Há um magnetismo entre ele e os filhos de Sandy ao se conhecerem, considerando assim a possibilidade de contratá-lo como “babá” enquanto assimila sua dura rotina como profissional em um canal esportivo.

Ela tem seus quarenta anos e busca resgatar o tempo perdido com o casamento agora em processo de divórcio enquanto ele não passa de um jovem de vinte e quatro anos sem rumo e com um casamento forjado com o intuito de dar um green card a sua parceira. Aí talvez estejam as tais “novidades no amor”, pois não demora para a dupla engatar um relacionamento sério. Marido de Julianne Moore, que é nove anos mais velha, Bart Freundlich parece não saber dirigir. Há uma sensação de que tudo acontece à deriva e há uma longa sequência editado de forma sofrível ao mostrar o amadurecimento de ambos os personagens após um momento de choque. Já no roteiro a realidade é outra. Há situações verdadeiras e um clima de matinê digno de pipoca e refrigerante.

Título Original: The Rebound
Ano de Produção: 2009
Direção: Bart Freundlich
Elenco: Catherine Zeta-Jones, Justin Bartha, John Schneider, Steve Antonucci, Marc Alan Austen, Paul Basile, Robert Bizike Andrew Stephen Bradley
Cotação: 3 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Novidades no Amor

  1. No cinema, que o Bart parece não saber dirigir. Os trabalhos dele na TV, especialmente em séries como “Californication”, são até bem legais. O destino dele, infelizmente, no entanto, é ser a sombra da Julianne Moore. Ainda bem que ele não parece se importar com isso.

  2. – Brenno, me lembro vagamente da cena do primeiro encontro da Sandy após a separação. Acho que ela era meio bizarra, né? Viu só? Já estou esquecendo do filme, rs.

    – Kamila, infelizmente, não tenho tempo para acompanhar muitos seriados. Para falar a verdade, nem sabia que ele chegou a dirigir alguns episódios. E se eu tivesse uma esposa como Julianne Moore eu não me importaria jamais de ser sombra dela, rs.

    – Fael, é um filme bem bacana para ser visto na tevê. Vale a espera.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention Novidades no Amor | Cine Resenhas -- Topsy.com

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: