Julie & Julia

Julie & Julia A americana Nora Ephron sempre foi uma escritora de mão cheia. A badalação pode ser vista nas suas três indicações para o Oscar pelos roteiros de “Silkwood – O Retrato de Uma Coragem”, “Harry & Sally – Feitos Um Para o Outro” e “Sintonia de Amor”. Já como diretora o quadro é bem inverso, tenho amargado comentários muito negativos especialmente pelos mais recentes “Bilhete Premiado” (comédia estrelada por John Travolta e Lisa Kudrow que foi um enorme fracasso de bilheteria) e “A Feiticeira”, adaptação não tão mal-sucedida como comentaram de um prestigiado seriado televisivo. Tendo as extraordinárias Meryl Streep e Amy Adams a sua disposição, fez as pazes com o sucesso através do doce “Julie & Julia”.

Avaliando as pretensões de Nora Ephron, seu trabalho de roteiro e direção são perfeitos. Isto porque aqui há a opção de adaptar dois livros simultaneamente. O primeiro, “Minha Vida na França”, foi escrito por Julia Child e Alex Prud’Homme. Casada com Paul Child (Stanley Tucci), Julia (Meryl Streep, indicada ao Oscar de melhor atriz – perdeu para Sandra Bullock por “Um Sonho Possível“) tomou gosto pela culinária quando se viu sem distrações na França, pois seu marido passava um grande período fora da residência temporária que habitavam por conta de seu trabalho para o Governo. Praticou tanto que rapidamente criou suas próprias receitas, resultando em livros gastronômicos considerados verdadeiras “bíblias” da culinária, e até ganhou um programa televisivo.

Em tempos mais recentes, a história protagonizada por Amy Adams, que vive Julie Powell, é uma versão inspirada no livro “Julie & Julia – 365 Dias, 524 Receitas e 1 Cozinha Apertada”. Presa a um trabalho exaustivo e casada com Eric Powell (Chris Messina, que fez o noivo de Rebecca Hall em “Vicky Cristina Barcelona“), Julie encontra na criação de um blog uma maneira ideal para driblar o estresse típico de seu cotidiano. Veio com o objetivo de recriar mais de quinhentas receitas presentes no mais famoso livro de Julia Child, “Mastering the Art of French Cooking”, em apenas um ano, compartilhando diariamente as experiências com seus leitores que passam a crescer.

Mais do que dar água na boca com os pratos bem elaborados pelas personagens reais, Nora Ephron apresenta um trabalho caprichado de recriação em “Julie & Julia”. Além de caracterizar Meryl Streep para que pareça muito maior (a verdadeira Julia tinha quase dois metros de altura contra os 1,68m da atriz), a diretora adota estilos de condução bem distintos nas duas histórias ligadas. As passagens de Julia Child têm planos mais longos e enquadramentos mais singelos enquanto as de Julie Powell têm um ritmo mais elevado. No saldo final, grande parte do público certamente se identificará muito mais com Julie, pois a sua história de vida sem dúvidas encontra mais conexão na realidade das mulheres (e por que não de homens?) de hoje. Mesmo assim, “Julie & Julia” é um filme otimista para aqueles em busca de objetivos que repercutem algum sentido em suas vidas.

Título Original: Julie & Julia
Ano de Produção: 2009
Direção: Nora Ephron
Elenco: Meryl Streep, Amy Adams, Stanley Tucci, Chris Messina, Linda Emond, Helen Carey, Jane Lynch, Joan Juliet Buck, Vanessa Ferlito e Crystal Noelle
Cotação: 3 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

3 Comentários em Julie & Julia

  1. AMEI, AMEI “Julie e Julia”. Acho que, principalmente, porque me identifiquei demais com a personagem interpretada pela Amy Adams. Fora que, no filme, temos mais uma atuação sensacional da Meryl Streep. Por mim, ela que teria vencido o Oscar 2010 de Melhor Atriz.

  2. Adorei “Julie & Julia”. A Julie com certeza foi uma identificação enorme (aconselho o livro da Julie como leitura, é ótimo. rsrs) devido a sua paixão e como é essa relação. Meryl e Amy encantadoras, assim como a trilha sonora. ;)

  3. – Kamila, não gostei muito do desempenho de Meryl Streep. Acho que Amy Adams tem uma interpretação muito mais consistente. Embora odeie o filme, Sandra Bullock mereceu seu Oscar.

    – Mayara, assim que começar a mexer com culinária (precisarei, pois um dia morarei sozinho, rs) com certeza lerei o trabalho de Julie Powell. E baixarei a trilha do Desplat em breve.

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention Julie & Julia | Cine Resenhas -- Topsy.com

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: