Skip to content

Resenha Crítica | Atividade Paranormal (2007)

Atividade Paranormal | Paranormal ActivityDá um orgulho danado ver filmes como “Atividade Paranormal” fazendo sucesso e provocando as reações jamais imaginadas. O filme de Oren Peli é o filme mais lucrativo da história do cinema (quase duzentos milhões arrecadados mundialmente contra um orçamento pífio de quinze mil dólares), teve uma passagem bem-sucedida por festivais de horror e cinema independente, acumulou comentários positivos do público e da crítica e já tem sequência dirigida por Tod Williams (do ótimo drama “Provocação”) pronta para estrear no próximo mês. Nada mal, ainda mais para um filme que incomoda usando os recursos mais simples que se arquiteta para assustar.

Katie e Micah (a excelente Katie Featherston e Micah Sloat, intérpretes inexperientes que embolsaram apenas quinhentos dólares de cachê, mas que obviamente participaram da alta divisão dos lucros na bilheteria) formam um casal e vivem em uma aconchegante residência (o cenário de “Atividade Paranormal” é a casa do próprio Oren Peli) que passa a ser assombrada todas as madrugadas. Katie acredita que um espírito ou demônio a persegue, pois teve experiências similares na infância. Micah então decide registrar tudo com sua câmera cujos recursos permitem a filmagem em ambientes escuros, deixando ela fixa no quarto onde dormem. Os ataques se intensificam na medida que pesquisam e tentam compreender o que a coisa por trás disto pretende.

Embora “[REC]” tenha um realismo impressionante, desde “A Bruxa de Blair” não se via um terror que estarrece tanto ao mostrar tão pouco. Mesmo feito por um iniciante, “Atividade Paranormal” tem sacadas de gênio. A primeira é fazer de um cenário seguro o mais assustador. Afinal, existe coisa mais amedrontadora do que ser perturbado por algo oculto na própria casa, deitado na própria cama? A outra é fazer com que o espectador fique perturbado de acordo com o poder de sua imaginação, que processará o horror através do que poderá absolver apenas com o que é sugerido na tela. Entretanto, aí está uma pegadinha. A possibilidade de muitas se frustrarem com “Atividade Paranormal” é muito grande. Infelizmente, o terror depende um pouco de nosso esforço para funcionar, pois nem todos se envolvem com a macabra atmosfera oferecida pelo filme e não é convincente a atitude dos personagens diante do perigo agravante. Impossível acreditar que um ser humano comum seja capaz de dormir bem e permanecer sempre em um mesmo ambiente depois de tantos eventos sobrenaturais. É uma experiência traumática que deverá render apenas uma noite mal dormida, ainda que seja algo suficientemente satisfatório em um gênero que se locomove atualmente entre trancos e barrancos.

Título Original: Paranormal Activity
Ano de Produção: 2007
Direção: Oren Peli
Elenco: Katie Featherston, Micah Sloat, Mark Fredrichs, Amber Armstrong e Ashley Palmer

4 Comments

  1. Olá Alex!
    Show de bola teu site, fazia tempo q ñ passava aqui!
    Achei excelente esse filme aí, uma ótima surpresa, pra mim foi o melhor filme lançado ano passado!
    Abs! Diego!

  2. Este filme é uma verdadeira porcaria!!!! Tenha dó, Alex! rsrsrsrs

  3. Diego. Muito obrigado pelo elogio. Espero, no futuro, fazer ainda mais mudanças. Considero “Atividade Paranormal” um dos melhores filmes do gênero de 2009. Pena que poucos embarcaram na “brincadeira”. Abraços!

    Kamila. Porcaria é “Cloverfield”, filme que, se não me engano, você caiu de amores. =P

  4. […] há dúvidas que o extraordinário sucesso de “Atividade Paranormal” abriu várias oportunidades de realizadores apresentarem ideias aterradoras com os recursos mais […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: