Os Mercenários

Por mais irônico que possa soar, as expectativas em torno de “Os Mercenários” eram grandes. Mais do que um filme dirigido por Sylvester Stallone, o filme reúne uma galeria de grandes astros dos filmes de ação da velha e nova geração. Stallone estava totalmente revigorado com os finais dignos que ofereceu para os seus dois personagens mais famosos, Rocky Balboa e John Rambo. O que não se vê em “Os Mercenários” não se aproxima deste resultado, onde recicla os chavões do gênero sem inová-los.
Além de diretor e roteirista, Sylvester Stallone é quem incorpora Barney Ross, líder de um habilidoso grupo de mercenários. Após uma missão bem-sucedida, são contratados por Mr. Church (Bruce Willis, que nesta sua ponta divertidíssima também contracena com Stallone e Arnold Schwarzenegger), agente do governo americano que os contratam para derrubar o ditador David Zayas em uma ilha fictícia (algumas locações no Brasil serviram para o cenário). A jovem Sandra (a brasileira Giselle Itié, muito bem) irá auxiliá-los para a execução da tarefa que não contará com a presença de um mercenário: Jensen (Dolph Lundgren), que pulará para o time do mal liderado por James Munroe (Eric Roberts).
Além dos nomes citados, ainda há presenças de Jason Statham, Jet Li, Randy Couture, Steve Austin e Mickey Rourke fazendo um tatuador que outrora foi mercenário. O pecado de Sylvester Stallone é não fazer bom uso desse cast. É claro que aqui temos intérpretes que atuam como uma porta, mas é triste vê-los presos a papéis sem personalidade. Ao contrário de John Rambo, o soldado ranzinza de bom coração, os personagens jamais impressionam com as habilidades que o roteiro julga que existem. O tom nostálgico, unido com a ação caprichada, ao menos é forte o suficiente para valer o filme como uma diversão obrigatória para os aficionados pela linha de produções da década de 1980.
Título Original: The Expendables
Ano de Produção: 2010
Direção: Sylvester Stallone
Elenco: Sylvester Stallone, Jason Statham, Jet Li, Dolph Lundgren, Eric Roberts, Randy Couture, Steve Austin, David Zayas, Giselle Itié, Charisma Carpenter, Gary Daniels, Terry Crews, Mickey Rourke, Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger

Os Mercenários | The ExpendablesPor mais irônico que possa soar, as expectativas em torno de “Os Mercenários” eram grandes. Mais do que um filme dirigido por Sylvester Stallone, o filme reúne uma galeria de grandes astros dos filmes de ação da velha e nova geração. Stallone estava totalmente revigorado com os finais dignos que ofereceu para os seus dois personagens mais famosos, Rocky Balboa e John Rambo. O que se vê em “Os Mercenários” não se aproxima deste resultado, onde recicla os chavões do gênero sem inová-los.

Além de diretor e roteirista, Sylvester Stallone é quem incorpora Barney Ross, líder de um habilidoso grupo de mercenários. Após uma missão bem-sucedida, são contratados por Mr. Church (Bruce Willis, que nesta sua ponta divertidíssima também contracena com Stallone e Arnold Schwarzenegger), agente do governo americano que os desafiam para derrubar o ditador David Zayas em uma ilha fictícia (algumas locações no Brasil serviram para o cenário). A jovem Sandra (a brasileira Giselle Itié, muito bem) irá auxiliá-los para a execução da tarefa que não contará com a presença de um mercenário: Jensen (Dolph Lundgren), que pulará para o time do mal representado por James Munroe (Eric Roberts).

Além dos nomes citados, ainda há presenças de Jason Statham, Jet Li, Randy Couture, Steve Austin e Mickey Rourke fazendo um tatuador que outrora foi mercenário. O pecado de Sylvester Stallone é não fazer bom uso desse cast. É claro que aqui temos intérpretes que atuam como uma porta, mas é triste vê-los presos a papéis sem personalidade. Ao contrário de John Rambo, o soldado ranzinza de bom coração, os personagens jamais impressionam com as habilidades que o roteiro julga que existem. O tom nostálgico, unido com a ação caprichada, ao menos é forte o suficiente para valer o filme como uma diversão obrigatória para os aficionados pela linha de produções da década de 1980.

Título Original: The Expendables
Ano de Produção: 2010
Direção: Sylvester Stallone
Elenco: Sylvester Stallone, Jason Statham, Jet Li, Dolph Lundgren, Eric Roberts, Randy Couture, Steve Austin, David Zayas, Giselle Itié, Charisma Carpenter, Gary Daniels, Terry Crews, Mickey Rourke, Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger
Cotação: 3 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Os Mercenários

  1. “Os Mercenários” é o filme que faz jus ao cinema de ação produzido nos anos 80. São personagens descerebrados, uma trama descerebrada, cenas altamente mentirosas…. Mas, esta obra aí é tão ruim que chega a ser divertida DEMAIS!

  2. * Kamila. Não consigo sempre julgar um projeto como bom filme ruim. Ou ele é bom ou ele é ruim. Em suma: não acho “Os Mercenários” um filme ruim, mas também não é divertido da maneira que aguardava.

    * Mayara. Esse filme não é recomendável para mulheres, rs.

    * Pedro. Gostei muito mais de “Rambo IV”.

3 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention Os Mercenários | Cine Resenhas -- Topsy.com
  2. Os Mercenários 2 | Cine Resenhas
  3. Retrospectiva 2012 | Cine Resenhas

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: