Resenha Crítica | O Lobisomem (2010)

O Lobisomem | The WolfmanEm uma resenha publicada neste espaço em 2007 sobre o fraco “Sangue & Chocolate“, fiz uma breve introdução sobre os filmes mais famosos sobre lobisomem e sua origem. Desde o filme da alemã Katja von Garnier até agora o conceito do filme da criatura noturna não mudou. Os espectadores que acompanharam a primeira aparição de um lobisomem como protagonista em “O Lobisomem”, clássico terror na Universal Pictures produzido em 1941, sabem que sua história está longe de se aproximar do cuidado de outros seres como Drácula e Frankenstein. Talvez seja por isto que o trabalho do americano Joe Johnston seja bem-sucedido, no sentido de que é modesto, como nos melhores exemplares, ao contar a história de como um homem é abatido por uma maldição irreversível.

O ator de teatro Lawrence Talbot (Benicio Del Toro, também produtor) retorna à País de Gales quando sua cunhada Gwen Conliffe (Emily Blunt, sempre bela e talentosa) lhe comunica que seu irmão desapareceu.  Aos poucos se desvenda que algo muito estarrecedor está por trás do mistério. Quando se aproxima da verdade, Lawrence é atacado por uma criatura cujo arranhão que lhe provoca o transforma gradativamente. Com a cigana Maleva (participação especial de Geraldine Chaplin) alertando que fora vítima de uma maldição, Lawrence fará de tudo para não virar um lobisomem.

As filmagens do terror “O Lobisomem” foram uma grande novela. Isto porque elas foram concluídas no meio de 2008 para um ano depois muitas modificações serem feitas. A montagem feita para cinema difere um pouco daquela realizada por Joe Johnston, que conta com quase vinte minutos a mais. Mesmo tendo custado altos 150 milhões de dólares, valor exorbitante e arriscado para qualquer título do gênero, “O Lobisomem” se beneficia ao evitar o uso excessivo de efeitos especiais para que o lendário maquiador Rick Baker entre em ação, oferecendo ao projeto fantástico um tom mais realista. É um filme bem classudo, mas que honra o cinema B com um gore ousado para produções deste porte.

Título Original: The Wolfman
Ano de Produção: 2010
Direção: Joe Johnston
Roteiro: Andrew Kevin Walker e David Self, baseado no roteiro de “O Lobisomem”, escrito por Curt Siodmak.
Elenco: Benicio Del Toro, Emily Blunt, Anthony Hopkins, Hugo Weaving, Simon Merrells, Mario Marin-Borquez, Asa Butterfield, Cristina Contes, David Sterne, David Schofield, Rick Baker e Geraldine Chaplin

Data:
Filme:
O Lobisomem
Avaliação:
3
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Resenha Crítica | O Lobisomem (2010)


  1. * Kamila. Eu gostei muito.

    * Marcelo. Eu discordo. “O Lobisomem” é um filme gótico e Emily Blunt se enquadra perfeitamente dentro desta atmosfera.

    * Mayara. Também fiquei receoso enquanto a produção, mas a versão do diretor que foi avaliada superou as baixas expectativas.

4 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention O Lobisomem | Cine Resenhas -- Topsy.com
  2. Melhores de 2010 – Indicados « Cine Resenhas
  3. Melhores de 2010: Maquiagem « Cine Resenhas
  4. Cine Resenhas | Melhores de 2013: Maquiagem

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: