O Preço da Traição

Desde o momento que o cineasta nascido na Inglaterra Adrian Lyne abandonou o cinema com “Infidelidade” sem dar notícias de retorno pouco se viu filmes cujo conteúdo contemplava cotidiano de personagens frustrados que se envolviam em relações perigosas. Em sua filmografia, Atom Egoyan sempre mostrou evidências de flerte com essas características e de maneira ainda mais interessante. É o que se vê no recente “O Preço da Traição”, longa-metragem que Atom Egoyan comandou assim que lançou “Adoração” (lançado direto ao mercado de vídeo no Brasil). A ousadia que usa para conduzir sua história, uma releitura do francês “Nathalie X”, é surpreendente.

A narrativa inicia no aniversário do professor David Stewart (Liam Neeson, que interrompeu temporariamente sua participação no filme com a morte de sua esposa, a atriz Natasha Richardson). Sua mulher, a ginecologista renomada Catherine Stewart (Julianne Moore), o aguarda em sua bela casa com arquitetura em vidro com uma festa surpresa. Ele não aparece, alegando atraso ao embarcar em um voo. É a deixa para Catherine pensar que David está tendo um caso com alguma aluna, vendo o marasmo que atingiu o relacionamento a dois nos últimos anos e suspeitas mensagens de texto. As circunstâncias fazem Catherine se envolver com a jovem garota de programa Chloe (Amanda Seyfried, no melhor desempenho de sua promissora carreira), que a paga para seduzir David e comprovar a infidelidade do marido.

A obra original, dirigida por Anne Fontaine (“Coco Antes de Chanel“) em 2003, jogava muito com o que pode ser nomeado como “sexo oral”. Isto porque a produção chamava a atenção em como Nathelie (Emmanuelle Béart) descrevia sua relação com Bernard (Gérard Depardieu) para Catherine (Fanny Ardant). O público era capaz de imaginar as relações sexuais da prostituta com o homem de meia-idade apenas pela verborragia. Atom Egoyan dá um passo em frente, usufruindo da entrega de suas atrizes em cenas bem eróticas. O desfecho infelizmente não corresponde à força com que essa teia complicada se desenvolve, ainda assim compensado com a relação de Catherine e Chloe, mulheres bem construídas pela roteirista Erin Cressida Wilson cujos impulsos podem ser bem destrutivos e diabólicos.

Título Original: Chloe
Ano de Produção: 2009
Direção: Atom Egoyan
Roteiro: Erin Cressida Wilson, baseado no filme “Nathalie X”, de Anne Fontaine
Elenco: Julianne Moore, Amanda Seyfried, Liam Neeson, Max Thieriot, R.H. Thomson, Nina Dobrev, Julie Khaner, Laura DeCarteret, Natalie Lisinska, Tiffany Lyndall-Knight e Meghan Heffern
Cotação: ***

 

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

6 Comentários em O Preço da Traição

  1. Olá Alex,

    Sou leitor do Cine Resenhas e sou cinéfilo de carteirinha. Eu estou mandando esse email porque estou trabalhando numa empresa que desenvolveu um portal sobre cinema – o Cinema Total (www.cinematotal.com). Um dos atrativos do site é que você cria uma página dentro do site, podendo escrever textos de blog e críticas de filmes. Então, gostaria de sugerir que você também passasse a publicar seus textos no Cinema Total – assim você também atinge o público que acessa o Cinema Total e não conhece o Cine Resenhas.

    Se você gostar do site, também peço que coloque um link para ele no Cine Resenhas.

    Se você quiser, me mande um email quando criar sua conta que eu verifico se está tudo ok.

    Um abraço,

    Marcos
    http://www.cinematotal.com
    marcos@cinematotal.com

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. A Sétima Alma « Cine Resenhas

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: