Homens em Fúria

Quando o material de divulgação de “Homens em Fúria” caiu na rede todos aguardavam apenas por mais uma nova parceria nas telas entre Robert De Niro e Edward Norton, responsáveis por um belo embate de interpretações em “A Cartada Final”, de Frank Oz. Além do mais, o longa-metragem registra a segunda colaboração de Edward Norton com o cineasta John Curran, de “O Despertar de Uma Paixão”. Infelizmente, a produção caiu no esquecimento já em seu lançamento, não tendo qualquer êxito nas bilheterias. Entretanto, as razões são compreensíveis, já que “Homens em Fúria” é um filme de aparências que enganam o público a todo o momento.

Uma impactante sequência inicial dá tom nervoso à narrativa. Madylyn (Pepper Binkley) tem intenções de largar o seu marido Jack (Enver Gjokaj), mudando rapidamente de planos assim que ele ameaça soltar pela janela a pequena e única filha deles.  Passam-se muitos anos e Jack, agora interpretado por Robert De Niro (Frances Conroy faz sua esposa na fase atual), ainda se mostra desequilibrado assim que lida com o seu último caso antes de se aposentar: o pedido de liberdade de Stone, estranho sujeito que namora com a sensual Lucetta (Milla Jovovich), envolvido no assassinato de seus próprios avós. Para ter o pedido atendido o mais depressa possível, Stone submete Lucetta para seduzir Jack e  persuadi-lo. A partir deste instante a verdadeira face desses personagens começam a aparecer.

Se apenas desenvolvesse essa situação, “Homens em Fúria” seria apenas mais um thriller convencional. Não é o que acontece e esta decisão infelizmente rendeu uma reputação pouco favorável ao filme. John Curran injetou um conteúdo religioso onipresente ao seu filme, materializado nos programas de rádio ouvidos por Jack em seu carro a caminho do trabalho e na estranha mudança de personalidade de Stone, que de uma hora para outra reflete sobre os versículos da bíblia sagrada. Com um quarteto central bem aproveitado por John Curran, que oferece a cada um ao menos um grande momento em cena, “Homens em Fúria” vai contra todas as expectativas, tendo apenas como ressalva o clímax pouco impactante.

Título Original: Stone
Ano de Produção: 2010
Direção: John Curran
Roteiro: Angus MacLachlan
Elenco: Robert De Niro, Edward Norton, Milla Jovovich, Frances Conroy, Enver Gjokaj, Pepper Binkley, Sandra Love Aldridge, Greg Trzaskoma, Rachel Loiselle, Peter Lewis e Sarab Kamoo
Cotação: ***

 

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

2 Comentários em Homens em Fúria

  1. Amo Edward Norton e todos sabem disso! :) Só a presença dele já era suficiente para me fazer querer assistir a este filme, mas teu texto me deixou bem animada!

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Tweets that mention Homens em Fúria « Cine Resenhas -- Topsy.com

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: