Skip to content

Resenha Crítica | As Melhores Coisas do Mundo (2010)

A cineasta paulistana Laís Bodanzky driblou as dificuldades e lançou de forma bem-sucedida o seu primeiro longa-metragem, “Bicho de Sete Cabeças”. Nesta fita protagonizada por Rodrigo Santoro se viu uma vontade de focar suas câmeras para um grupo composto por pessoas que não são estranhos entre si, algo confirmado com o retrato que moldou da terceira idade em “Chega de Saudade” e agora com os adolescentes de “As Melhores Coisas do Mundo”, produção inspirada na série de livros “Mano”, com personagens criados pela dupla Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto.

Mano, apelido para Hermano (Francisco Miguez), tem a sua vida abalada a partir do momento que os seus pais iniciam o processo de separação. Mas o que deixa Mano e seu irmão mais velho Pedro (Fiuk) surpresos é que o pai deles, Horácio (José Carlos Machado), abandona a esposa Camila (Denise Fraga) por um homem mais jovem. Em um cenário escolar onde um caso como este é encarado como deboche pelos colegas de classe, Mano e Pedro fazem de tudo para ocultarem este motivo do divórcio entre os seus pais. E como a adolescência é uma fase da vida que exige maior motivação para o amadurecimento, a criação de uma identidade, o jovem Mano passará por várias provas de fogo, especialmente nas expectativas de um primeiro amor correspondido.

Tendo quarenta anos quando filmou “As Melhores Coisas do Mundo”, seria fácil para a diretora Laís Bodanzky não conseguiu registrar com fidelidade a juventude de hoje. Para isto não acontecer, Laís se dedicou a um incansável trabalho de pesquisa entre adolescentes com a mesma faixa de idade de Mano. Através deste desvelo, “As Melhores Coisas do Mundo” consegue atingir ao público jovem e provocar alguma nostalgia para aqueles que já passaram desta etapa de descobertas, embora se torne vítima de vícios à lá “Malhação”, como a redundância da discussão de alguns temas e o destino traçado para o personagem do filho de Fábio Júnior, Fiuk.

Título Original: As Melhores Coisas do Mundo
Ano de Produção: 2010
Direção: Laís Bodanzky
Roteiro: Luiz Bolognesi, baseado nos personagens de Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto
Elenco: Francisco Miguez, Denise Fraga, Fiuk, José Carlos Machado, Gabriela Rocha, Caio Blat, Maria Eugênia Cortez, Sophia Gryschek, Gabriel Illanes, Gustavo Machado, Carlos Mandel, Thais Abujamra Nader, Rodrigo Pasquale, Luccas Perazzio, Anders Rinaldi e Paulo Vilhena

3 Comments

  1. Senti a nostalgia por ainda passar por esse dilema, por iss mesmo que me apaixonei pelo filme. ;)

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: