Melhores de 2010: Ator Coadjuvante

 Pierce Brosnan, por O Escritor Fantasma

Desde o momento que Pierce Brosnan disse que desistiria de vestir o smoking de James Bond após o lançamento de “007 – Um Novo Dia Para Morrer” todos acreditaram que o ator irlandês jamais fosse capaz de se desvincular do seu papel mais famoso, impossibilitando assim de conquistar bons trabalhos. As expectativas felizmente não se mostraram verdadeiras, como se vê na sua presença em “O Escritor Fantasma“. O papel é claramente inspirado em Tony Blair e o talento do ator faz com que o espectador a todo o momento fique intrigado com sua presença na tela, uma mistura de carisma e perigo. Pierce Brosnan também mostrou fibra no ano passado como protagonista de “Em Busca de Uma Nova Chance” e coadjuvante em “Lembranças“, mas é sob o comando de Roman Polanski que ele mostra todo o seu vigor como ator.

Outros indicados: Ciarán Hinds (“A Vida Durante a Guerra“) | Ewan McGregor (“O Golpista do Ano“) | Jonah Hill (“Cyrus“) | Stanley Tucci (“Um Olhar do Paraíso“)

Em 2009: Eddie Marsan, por “Simplesmente Feliz
Em 2008: Javier Bardem, por “Onde os Fracos Não Têm Vez”
Em 2007:
 Jackie Earle Haley, por “Pecados Íntimos”

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Melhores de 2010: Ator Coadjuvante

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: