Melhores de 2010: Ator

Nicolas Cage, por “Vício Frenético

Nicolas Cage talvez seja o ator americano com a carreira mais problemática atualmente. Isto porque as suas escolhas profissionais na metade da década passada até agora se mostraram muito equivocadas. Entre blockbusters sem personalidade como “O Aprendiz de Feiticeiro”, “O Vidente” e “Motoqueiro Fantasma“, o sobrinho de Francis Ford Coppola até tentou mostrar serviço em projetos mais sérios como “Presságio” e “As Torres Gêmeas”, cujos resultados foram desapontadores. A parceria que firma com Werner Herzog em “Vício Frenético“ certamente não melhorou a condição de Nicolas Cage diante de alguns cinéfilos, mas certamente representa um dos trabalhos mais fantásticos de toda a sua carreira, daqueles onde vemos as verdadeiras características de um grande astro que ainda assim encontrou em “Vício Frenético“ a oportunidade de se reinventar com um personagem fascinante.

Outros indicados: Andy Garcia (“Confusões em Família“) | Colin Firth (“Direito de Amar“) | Kurt Russell (“À Prova de Morte“) | Wagner Moura (“Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro“)

Em 2009: Richard Jenkins, por “O Visitante
Em 2008: Philip Seymour Hoffman, por “Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto”
Em 2007: Toby Jones, por “Confidencial

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Melhores de 2010: Ator

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: