Skip to content

Resenha Crítica | Sexo Sem Compromisso (2011)

Na realidade atual, é natural muitos casais jamais assumirem um relacionamento sério e responsável. As decepções amorosas anteriores e uma vida atarefada fazem com que invistam mais nos prazeres das relações sexuais e menos na paixão. Este é o assunto principal de “Sexo Sem Compromisso”. Infelizmente, Ivan Reitman (que há anos não acerta uma) pouco faz além de transformar esta comédia romântica em um filme bem cafajeste, seja no que diz respeito às piadas, seja na falta de qualidade.

Natalie Portman provavelmente precisava de algum “refresco” após o exaustivo trabalho em “Cisne Negro“, pois nada além disto justifica sua presença como protagonista e produtora executiva de “Sexo Sem Compromisso”. Ela vive Emma, workaholic que definitivamente não quer embarcar num compromisso, não importa quem for o pretendente. O destino permite que ela reencontre Adam (Ashton Kutcher) em várias ocasiões de sua vida. Ele é um sujeito boa-praça que não deu sorte no amor e que pena para ser valorizado no seu trabalho como assistente em produções de tevê. Calha a Emma e Adam descontar as frustrações fazendo sexo, combinando que não deixarão nenhum sentimento sério interferir na relação.

A inexperiente Elizabeth Meriwether sem dúvidas teve uma boa ideia para um roteiro. Porém, o produto final é ruim, cheio de caminhos previsíveis. Ivan Reitman pouco colabora com a direção de elenco, que dá vida a personagens estereotipados, especialmente a estabanada Lucy (Lake Bell) e o pai do protagonista, Alvin (Kevin Kline), um homem de idade que se comporta como um jovem. Resta aguardar a chegada do próximo mês para o lançamento de “Amizade Colorida” em nosso país, produção que parece lidar com o mesmo argumento com mais propriedade.

Título Original: No Strings Attached
Ano de Produção: 2011
Direção: Ivan Reitman
Roteiro: Elizabeth Meriwether
Elenco: Natalie Portman, Ashton Kutcher, Greta Gerwig, Kevin Kline, Cary Elwes, Lake Bell, Olivia Thirlby, Chris ‘Ludacris’ Bridges, Jake M. Johnson, Mindy Kaling, Talia Balsam, Ophelia Lovibond, Guy Branum, Ben Lawson, Jennifer Irwin, Adhir Kalyan, Brian H. Dierker, Abby Elliott, Vedette Lim, Elizabeth Meriwether, Tyne Stecklein, Dylan Hayes, Stefanie Scott e Ivan Reitman
Cotação: 1 Star

4 Comments

  1. Você foi perfeito ao dizer que a Natalie precisava de um “refresco” após o trabalho exaustivo em “Cisne Negro”. Deve ter sido isso mesmo que a levou a essa obra totalmente clichê…

    • Kamila, a Natalie Portman só se meteu em besteiras após “Cisne Negro”. Deveria devolver o Oscar para a Academia. Ou melhor, entregar para a Nicole Kidman. ;-)

  2. […] início do ano passado já tivemos um filme que trabalhasse essa abordagem de forma pífia, “Sexo Sem Compromisso“. Mais recente, “Amizade Colorida” é, como já antecipado, infinitamente […]

  3. […] encenar histórias tão previsíveis: com pouca roupa. “Amor e Outras Drogas“, “Sexo Sem Compromisso“, “Amizade Colorida” e “Qual Seu Número?” são os filmes que trazem […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: