Resenha Crítica | Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas (2011)

Mesmo sendo uma das franquias de maior sucesso do cinema contemporâneo, havia três nomes que quase impossibilitaram mais sequências de “Piratas do Caribe”: do diretor Gore Verbinski, do ator Orlando Bloom e da atriz Keira Knightley. Afinal, Verbinski conferiu uma marca pessoal em “A Maldição do Pérola Negra”, “O Baú da Morte” e “No Fim do Mundo” e Orlando e Keira interpretaram o grande casal das aventuras, Will Turner e Elizabeth Swann. Restou para Rob Marshall (dos musicais “Chicago” e “Nine“) a difícil tarefa de revitalizar a franquia em “Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas” com o desligamento de cada um deles. Pois bem-vindo a bordo outra vez, Jack Sparrow!

Ainda incorporado de forma irretocável por Johnny Depp, o capitão Jack Sparrow agora está em busca da Fonte da Juventude. Sem o navio Pérola Negra, Jack entra de penetra no majestoso Vingança da Rainha Anne, que pertence ao temível Barba Negra (Ian McShane) e a sua filha de criação Angelica Malon (Penélope Cruz), uma paixão mal resolvida de Jack no passado. Mal aproveitado na maior parte do tempo, o capitão Barbossa (novamente vivido por Geoffrey Rush) também dá às caras.

Com uma visão perfeita para a estética de seus filmes, Rob Marshall ainda não parece maduro para dar conta de outros aspectos tão fundamentais em um filme, como ginga para tornar uma narrativa fluente. Assim, parece demais para Rob iniciar “Piratas do Caribe” quase do zero, pois “Navegando em Águas Misteriosas” surgiu com a intenção de se criar uma nova trilogia. Apenas na segunda metade da história se sente que as coisas estão começando a engrenar, particularmente na sequência onde sereias surgem como uma ameaça para os protagonistas. Deste ponto em diante, “Navegando em Águas Misteriosas” já fez todas as introduções necessárias de reinício e consegue empolgar, tornando mais notórios os acertos de Rob Marshall, que foi feliz ao dar brilho para os inéditos personagens de Penélope Cruz e Ian McShane.

Título Original: Pirates of the Caribbean: On Stranger Tides
Ano de Produção: 2011
Direção: Rob Marshall
Roteiro: Ted Elliott e Terry Rossio
Elenco: Johnny Depp, Penélope Cruz, Geoffrey Rush, Ian McShane, Kevin McNally, Sam Claflin, Astrid Bergès-Frisbey, Stephen Graham, Keith Richards, Richard Griffiths, Greg Ellis, Damian O’Hare, Óscar Jaenada, Anton Lesser, Roger Allam, Gemma Ward e Judi Dench

Data:
Filme:
Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas
Avaliação:
2
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

4 Comentários em Resenha Crítica | Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas (2011)

  1. Não vejo nada de acertado na direção de Marshall. Você bem menciona o visível problema de ritmo do filme, mas não consegui me empolgar em momento algum. Tudo era forçado demais, cafona demais (Depp pulando nos coqueiros, um dos piores momentos do ano). Atores mal aproveitados (pobre de Penélope…), ação mal coordenada e tentativas frustradas de humor. [4/10]

    (Aliás, curioso que nessa semana eu, você e o Matheus Pannebecker escrevemos sobre o filme, atrasadíssimos.)

    • Ah, Mateus! Para mim basta o Jack Sparrow andar que já me faz abrir um largo sorriso. Gosto muito do personagem. E eu notei que nós três escrevemos sobre ele quase que simultaneamente, rs. Matheus deu a maior nota, mas acredito que teci mais elogios do que vocês dois juntos. Sou muito generoso! Ehehehehe…

  2. Acho que, depois daquele filme anterior muito ruim, a franquia acabou acertando nas reformulações. Especialmente porque a gente vê o foco no Jack Sparrow. O personagem, por sinal, não está nada caricatural e ainda temos a adição de novos personagens que são muito legais. Filme aprovado!

    • Kamila, eu gosto mais de “No Fim do Mundo” do que “Navagando em Águas Misteriosas”. Agora no quesito personagens, esse daqui ficou muito mais bacana. Vamos ver se realmente acontecerá um quinto filme.

3 Trackbacks & Pingbacks

  1. Retrospectiva 2011 « Cine Resenhas
  2. Melhores de 2011 – Indicados « Cine Resenhas – 5 Anos
  3. Melhores de 2011: Efeitos Visuais « Cine Resenhas – 5 Anos
Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: