O Besouro Verde

Uma das maiores pragas da Hollywood atual são astros com o ego às alturas. É ainda mais agravante quando se trata de um comediante medíocre. Não satisfeitos em arrastar multidões para os cinemas, alguns atores afeitos a personagens cômicos tentam em vão expandir horizontes se dedicando em roubar todas as atenções de um projeto para si. É o que fez Jack Black em “As Viagens de Gulliver” e é o que Seth Rogen também faz em “O Besouro Verde”.

Baseado em um herói fictício vindo da rádio em 1936, “O Besouro Verde” mais famoso é personificado por Van Williams na série televisiva de 1966 também estrelada por Bruce Lee. Fã confesso do material, Seth Rogen convocou o inventivo cineasta francês Michel Gondry para conduzir esta versão cinematográfica. O mimado Britt Reid (Rogen) tem o seu pai James (breve participação de Tom Wilkinson) morto por causas aparentemente naturais. Além da fortuna, Britt também herda “The Daily Sentinel”, publicação que expõe os podres de Los Angeles. Sempre irresponsável, Britt vê que passou da hora de fazer algo realmente válido em sua vida. Assim, de uma hora para outra, o protagonista se une a Kato (Jay Chou), empregado de seu pai, e decide se tornar Besouro Verde, herói que combaterá os criminosos da cidade. As ações do personagem chamam a atenção de Benjamin Chudnofsky (Christoph Waltz), a figura mais temida de Los Angeles.

Em seus melhores momentos, “O Besouro Verde” se aproveita do carisma oferecido por Cameron Diaz (que vive a secretária de Britt) e algumas divertidas sequências de ação muito bem orquestradas por Michel Gondry (mesmo exagerado, o clímax da história é um deleite). Christoph Waltz também se saí bem, especialmente na cena inicial onde divide as atenções com James Franco numa ponta esperta, mas o ator pode causar exaustão caso venha a encarar apenas papéis de vilões. Já os piores estão a cargo de Seth Rogen. O canadense simplesmente não tem carisma e não há dúvidas de que as passagens mais infantis de “O Besouro Verde” existem por sua causa. Afinal, além de protagonista, Seth Rogen também é roteirista e produtor do filme. Pois deveria ter ido além do regime (ele perdeu certa de trinta quilos) e se preparado melhor nas três funções que ocupa.

Título Original: The Green Hornet
Ano de Produção: 2011
Direção: Michel Gondry
Roteiro: Evan Goldberg e Seth Rogen, baseado na série de rádio “The Green Hornet”
Elenco: Seth Rogen, Jay Chou, Christoph Waltz, Cameron Diaz, Tom Wilkinson, David Harbour, Edward James Olmos, Jamie Harris, Chad Coleman, Edward Furlong, Joshua Erenberg e James Franco
Cotação: 2 Stars

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. A Espuma dos Dias | Cine Resenhas

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: