Skip to content

Resenha Crítica | Onde Está a Felicidade? (2011)

Intérpretes já consagrados, Carlos Alberto Riccelli e Bruna Lombardi atingiram um novo ponto em suas carreiras. Ele como diretor e ela como roteirista. A terceira parceria do casal acontece em “Onde Está a Felicidade?”, comédia que se mostra mais acessível que o ainda inédito “Stress, Orgasms, and Salvation” e o drama “O Signo da Cidade”. A evidência disso se vê nos inúmeros elogios que a produção obteve na última edição do Festival de Paulínia.

Arrasada por descobrir a infidelidade do marido Nando (Bruno Garcia) e com o seu programa de culinária afrodisíaca ameaçado, Teodora (Bruna Lombardi) segue o conselho de sua maquiadora Aura (María Pujalte) em fazer o Caminho de Santiago de Compostela. Numa jornada de dias pela Espanha de leste a oeste, o Caminho de Santiago é famoso pela forte experiência espiritual vivida pelos seus peregrinos, que fazem o caminho a pé ou de bicicleta. Parece uma jornada de paz interior e descobertas perfeitas para tirar dos frangalhos a vida de Teodora. Bom, isso se não decidisse registrar os acontecimentos marcantes, tendo como companhia o cameraman Zeca (Marcello Airoldi) e a sobrinha espanhola de Aura, Milena (Marta Larralde), como guia.

Sob cores fortes que remetem ao cinema de Pedro Almodóvar, “Onde Está a Felicidade?” oferece excelentes momentos de humor quando Teodora permite que a sua ansiedade de chegar ao final do Caminho de Santiago seja maior do que o desejo de se redescobrir e enfim dar soluções aos seus problemas pessoais. Uma pena que há muitas peças descartáveis que são introduzidas apenas para fazer a narrativa se alongar desnecessariamente, como a presença de Hanna Rosenbaum vivendo Clarinha (uma fã incondicional de Nando e que renderá alguns mal entendidos) e a péssima decisão de concluir o filme em pontos turísticos do Piauí. A despeito do título convidativo, bem, será uma questão cuja resposta o público não deverá encontrar na história de Bruna Lombardi.

Título Original: Onde Está a Felicidade?
Ano de Produção: 2011
Direção: Carlos Alberto Riccelli
Roteiro: Bruna Lombardi
Elenco: Bruna Lombardi, Bruno Garcia, Marcello Airoldi, Marta Larralde, María Pujalte, Wandy Doratiotto, Sérgio Guizé, Paulo Federal, Luis Zahera, Pedro Alonso, Berta Ojea, Marcelo Adnet, Dani Calabresa, Kotoe Karasawa e Hanna Rosenbaum
Cotação: 2 Stars

2 Comments

  1. Esse ano foi pouco impressivo para o cinema nacional, ao menos para os filmes que chegaram aqui (confesso que há uma longa lista de filmes brasileiros lançados em 2011 que ainda preciso ver). Esse aí até passou por aqui, mas não fiquei entusiasmado para ver.

    • Vinícius, eu não consegui ver ainda os brasucas mais elogiados do ano passado (“Trabalhar Cansa”, “O Palhaço”), mas mais da metade dos filmes nacionais que chegaram no circuito foram uma droga.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: