Skip to content

Resenha Crítica | Assalto ao Banco Central (2011)

Eis que o mais notório assalto a um banco brasileiro tem uma versão preparada para cinema. Neste caso, aquele que tirou do Banco Central do Brasil em Fortaleza a quantia aproximada de 170 milhões de reais. E ele foi espetacular, visto todo o planejamento da quadrilha. Talvez por isto tenha sido confiado a Marcos Paulo o cargo de direção, sua primeira vez em formato de longa-metragem. Para aqueles que não o conhecem, Marcos Paulo tem uma vasta experiência na direção de novelas e séries, cujo dinamismo provavelmente foi definitivo para “Assalto ao Banco Central” e sua narrativa tão intrincada.

No filme, Barão (Milhem Cortaz) começa a escalar com o auxílio da bela Carla (Hermila Guedes) pessoas para executar o seu plano de roubo ao Banco Central do Brasil. O primeiro a ser procurado é o ex-presidiário Mineiro (Eriberto Leão), que será uma espécie de braço direto do Barão. Depois, os sujeitos que serão encarregados de fazer a escavação do túnel da casa onde alugaram até o cofre do Banco Central. Para não inaugurarem suspeitas, Barão faz da casa uma empresa de fachada especializada em grama sintética.

Desde o momento que chegou aos cinemas, “Assalto ao Banco Central”, que ultrapassou a marca de um milhão de espectadores, tem sido encarado com pouco entusiasmo pela crítica, acusado de americanizar demais a história. Pois os principais problemas de “Assalto ao Banco Central” é o de repetir vícios dos mais baratos existentes em nosso próprio cinema. Os principais são as soluções narrativas que visam criar tensão (a cena da visita de um agente contra a dengue, bem como o jogo de xadrez em praça pública com Milhem Cortaz, são risíveis). De qualquer forma, acompanhar o destino de todos os personagens envolvidos no roubo, mesmo com todos sendo antecipados por um trabalho de montagem pouco consistente, garante interesse, algo que faz de “Assalto ao Banco Central” um filme brasileiro menos medíocre que a média atual. No elenco, destaque para a presença do jovem Vinícius de Oliveira, de longe o melhor no papel de um evangélico afetado que embarca na quadrilha involuntariamente.

Título Original: Assalto ao Banco Central
Ano de Produção: 2011
Direção: Marcos Paulo
Roteiro: Rene Belmonte
Elenco: Milhem Cortaz, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Lima Duarte, Giulia Gam, Vinícius de Oliveira, Gero Camilo, Cássio Gabus Mendes, Juliano Cazarré, Paulo César Grande, Antônia Fontenelle, Heitor Martinez Mello, Fábio Lago, Tonico Pereira e Daniel Filho
Cotação: 2 Stars

2 Comments

  1. A cada post que leio sobre esse filme, fico com a certeza de que fui a única a ter gostado dessa obra… rsrsrsrs Achei “Assalto ao Banco Central” um filme muito bem feito, com um ritmo ágil, apesar das atuações caricatas.

  2. Este filme, nas mãos de um diretor de mais qualidade técnica, e principalmente, mais experiência nos cinemas, certamente teria alcançado outro patamar. Marcos Paulo é diretor de novela das 7 da Rede Globo, não de cinema. Ainda mais cinema de ação.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: