Ponto Crítico – Nov/11

Depois de toda a cobertura feita no Oscar 2012 (além de posts sobre o Independent Spirit Awards e até o Framboesa de Ouro), finalmente chegamos aos resultados do Ponto Crítico de novembro. O número de lançamentos foi alto e durante o recolhimento dos primeiros votos a disputa pelo primeiro lugar estava bem difícil. Porém, no resultado final, ninguém foi páreo para a popularidade de “A Pele Que Habito”, novo filme de Pedro Almodóvar assistido por todos os blogueiros que participaram desta edição. Com 81% de média, dá para notar que, no geral, a produção foi bem recepcionada pelos brasileiros.

Pouco vistos, “A Árvore do Amor” e “Crítico” ficaram, respectivamente, em segundo e terceiro lugar. Ambas as produções atingiram 78% de aprovação, mas em números racionais o drama romântico de Zhang Yimou teve uma ligeira vantagem.

Já na relação de filmes com péssimas médias, é possível notar uma curiosidade: as últimas quatro posições são ocupadas ou por thrillers ou por filmes de terror. Um belo contraste com a fita de Almodóvar, enfim.

Aguardem o envio dos lançamentos de dezembro. .-)

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

5 Comentários em Ponto Crítico – Nov/11

  1. Caramba, esse A Casa dos Sonhos é tão ruim assim? kkkk A Pele Que Habito, merecidamente em primeiro. A sequência de Happy Feet que foi uma das decepções do ano, não é?! Fui até bonzinho com a nota. Forte abraço!

    • Rafael, se você visualizou minha nota para “A Pele Que Habito” deve imaginar que não fiquei tão contente assim com o resultado (meu filme favorito de novembro, “Pronto Para Recomeçar”, estacionou nos 55%, o que é uma pena). E “A Casa dos Sonhos” é um dos piores filmes do ano passado. Passe longe!

    • Erika, “11-11-11” é um filme picareta, não há o que discutir. Ainda assim, acho que as locações espanholas ajudaram a estabelecer uma atmosfera bacana em um ou outro instante. Já “A Casa dos Sonhos” é infinitamente pior – e ainda temos de aturar Rachel Weisz! ¬¬’

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: