Skip to content

Resenha Crítica | Plano de Fuga (2012)

Pelo visto, Hollywood ainda não está disposto a perdoar Mel Gibson, antes astro de franquias como “Mad Max” e “Máquina Mortífera” e agora sujeito polêmico pela repercussão negativa de sua vida privada preenchida por alcoolismo, declarações antissemitas, acusações de violência doméstica feitas pela ex-namorada Oksana Grigorieva e, recentemente, discussões com o roteirista Joe Eszterhas que fizeram a alegria de muitos tabloides. Como os americanos são sensíveis a esse tipo de notícia é até possível compreender nisto não apenas os fracassos de bilheteria de fitas recentes estreladas por Mel Gibson como “O Fim da Escuridão” e “Um Novo Despertar”, mas também o lançamento direto em vídeo de “Plano de Fuga”, do qual o australiano é protagonista, roteirista e produtor. A boa notícia é que ao menos os fãs brasileiros do ator terão a chance de prestigiá-lo na tela grande, pois “Plano de Fuga” estreia na próxima sexta-feira com um bom número de cópias.

Tendo colaborado com Mel Gibson como diretor de segunda unidade em “Apocalypto”, Adrian Grunberg se lança em carreira solo nesta história sobre um ladrão sem nome (Gibson) apanhado em fuga com malas recheadas de dólares no ensolarado México. Seu comparsa morre e ele é direcionado para um presídio que mais parece uma grande favela, uma vez que as celas nada mais são do que residências precárias e ocupadas por todo tipo de gente. Como o título brasileiro entrega, o personagem de Mel Gibson fará um minucioso plano de fuga, além de reaver toda a grana que roubou e salvar a pele de um fedelho (Kevin Hernandez) com tipo sanguíneo compatível com Javi (Daniel Giménez Cacho), chefão do presídio de olho em seu rim.

“Plano de Fuga” vale pelo bom olho de Adrian Grunberg tanto na recriação de cenários sórdidos como em cenas de ação bem planejadas e que recorrem ao slow motion para darem um perfil mais estilizado ao filme. Também não se pode deixar de mencionar o carisma  intacto de Mel Gibson, ainda convincente na pele de heróis errantes e que protagoniza uma cena engraçada ao se passar por Clint Eastwood numa emboscada. Infelizmente, são os únicos elementos positivos contidos em “Plano de Fuga”. Chegada à conclusão, ficamos diante de um filme que se beneficiaria mais caso tivesse injetado em sua história mais doses de humor. Há muitos instantes em que a sensação é de que os envolvidos levaram tudo a sério demais.

Título Original: Get the Gringo
Ano de Produção: 2012
Direção: Adrian Grunberg
Roteiro: Adrian Grunberg, Mel Gibson e Stacy Perskie
Elenco: Mel Gibson, Peter Stormare, Daniel Giménez Cacho, Dean Norris, Bob Gunton, Kevin Hernandez, Scott Cohen, Stephanie Lemelin, Patrick Bauchau, Sofía Sisniega, Aaron Cohen, Jesús Ochoa e Denise Gossett
Cotação: 2 Stars

2 Comments

  1. Tiago Tiago

    Não chega a ser nem ruim e nem ótimo, Nota 3.

    • Tiago, a gente sempre espera algo melhor em um filme com Mel Gibson como protagonista.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: