10 Melhores Filmes de 2012 – 1º Semestre

Metade do ano já foi embora e com ele o cinéfilo pode deduzir o que esperar do que ainda resta dele. Todos os principais indicados ao Oscar 2012 já foram exibidos nos cinemas e estão disponíveis em DVD, mas neste segundo semestre é possível que uma boa quantidade de títulos que devem marcar presença da próxima edição da premiação cheguem aos cinemas. Sobre filmes brasileiros, houve uma incrível melhora em comparação ao ano passado e a esperança é que filmes como “E a Vida Continua…”, “Gonzaga – De Pai Para Filho” e “O Abismo Prateado” ajudem a consolidar o nosso cinema. Por fim, os blockbusters em geral não cumpriram com as expectativas, um indício de que devemos encarar com mais cautela os “pipocões americanos” que ainda estão por vir.

O Cine Resenhas assistiu a mais de cem títulos lançados durante a primeira metade do ano, o que inclui os filmes que não tiveram a chance de serem exibidos em uma sala de cinema, mas que chegaram em homevideo. Com isto, fizemos uma lista com os dez melhores filmes do ano, considerando apenas os filmes lançados entre janeiro e junho. Apesar da demora para a seleção sair do forno, nunca é tarde para correr atrás do melhor que o cinema mundial andou produzindo. Confiram.

10. Eu Receberia As Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca

09. Os Descendentes, de Alexander Payne

08. A Separação, de Asghar Farhadi

07. Para Roma, Com Amor, de Woody Allen

06. Bastidores de Um Casamento, de Sam Levinson

05. Millenium II – A Menina Que Brincava com Fogo, de Daniel Alfredson

04. Guerreiro, de Gavin O’Connor

03. A Delicadeza do Amor, de David Foenkinos e Stéphane Foenkinos

02. Precisamos Falar Sobre o Kevin, de Lynne Ramsay

01. O Artista, de Michel Hazanavicius

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

10 Comentários em 10 Melhores Filmes de 2012 – 1º Semestre

  1. Ok, tem desde coisas ótimas a filmes terríveis. Mas só vou dizer que adorei ver Eu Receberia… ali na lista, mesmo que em décimo lugar. E não sei se você concorda comigo, mas tô achando este ano bem melhor em qualidade dos filmes do que, pelo menos, nos últimos 3 anos anteriores. Lá no blog, atualizei minha lista de melhores, canto esquerdo da página.

    • Rafael, é importante reforçar para os visitantes que o seu conceito para “filmes terríveis” é meio duvidoso. Impossível alguém neste planeta abominar um filme como “Precisamos Falar Sobre o Kevin”. Assim não dá! =P E eu vi o seu top 20. Apesar dos elogios, tenho uma preguiça danada para ver “Mistérios de Lisboa”.

  2. Achei a lista fantástica, Alex. Mesmo não tendo conferido quatro títulos, gostei muito (!) da lembrança de “Os Descendentes”, filme pouco valorizado pela maioria dos blogueiros pelo que percebi. Bom ver que a maioria está gostando de “Guerreiro”. Ainda não sei qual o melhor filme do ano pra mim. Estou em dúvida entre “A Separação” e “O Artista”. Abs.

    • Rafael, “Os Descendentes” não é lá um grande filme do Alexander Payne, ainda mais se analisarmos que o cara fez “Eleição” e “As Confissões de Schmidt”, duas obras-primas. De qualquer forma, acredito que muitos malharam o filme sem grande necessidade. Talvez não tenham simpatizado com o drama que fizeram de uma família endinheirada. Abraços.

  3. O ano continua fraquíssimo, mas conferi pelo menos dois grandes filmes: “Precisamos Falar Sobre o Kevin” e “Guerreiro”. Quanto a “O Artista”, já não fui um grande entusiasta na época do lançamento. Hoje, sequer lembro muita coisa dele…

    • Matheus, não acho que está tão fraco assim, mas percebi que de abril para cá estrearam grandes decepções. Acho que será difícil aparecer até o final do ano que supere os meus quatro primeiros colocados.

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: