Piscou, Perdeu!

John Waters em “Poucas e Boas”
[00:34:29]

Conhecido como o Papa do Trash, John Waters é dono de uma filmografia preenchida por obras que sempre criticam os bons costumes e a hipocrisia presente na sociedade americana. O nível de bizarrice vai de acordo com o estado de espírito do realizador, que é capaz de fazer tanto um musical descolado (a exemplo de “Cry-Baby”) como uma comédia cheia de situações repulsivas (“Pink Flamingos”, considerada sua obra-prima). O que poucos sabem é que este astuto sujeito nascido em Baltimore (que serve de cenário para todos os seus filmes) também já se apresentou em frente às câmeras. Embora tenhamos destaca a sua ponta relâmpago em “Hairspray – Em Busca da Fama“, não podíamos deixar de fazer menção quando a sua participação especial em “Poucas e Boas“, filme dirigido por Woody Allen. Waters aparece por aproximadamente um minuto, mas é curioso vê-lo como um empreendedor que se recusa em continuar pagando pelas apresentações do inconstante Emmet Ray, um guitarrista de jazz feito por Sean Penn.

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: