Skip to content

Resenha Crítica | Na Sua Ausência (2012)

36ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

A francesa Sandrine Bonnaire tem uma carreira respeitável como atriz. Deu os primeiros passos em frente às câmeras durante e adolescência e pôde trabalhar com cineastas como Claude Chabrol, Patrice Leconte, Jacques Rivette e Agnès Varda. A experiência de estar sob o comando de grandes nomes do cinema francês provavelmente a motivou a dirigir seus próprios projetos. Começou com o documentário “O Nome Dela é Sabine”, no qual retrata o cotidiano de sua irmã autista. Agora, Sandrine Bonnaire realiza um longa-metragem de ficção, “Na Sua Ausência”.

Surpreendemente, Sandrine Bonnaire escolheu William Hurt como protagonista. Americano, o ator recebe o grande desafio de carregar um filme inteiramente falado em francês. Além do mais, William Hurt é ex-marido de Sandrine Bonnaire, o que torna a parceria ainda mais curiosa. Ele faz Jacques, um homem que viaja para a França para receber a herança do pai que morreu recentemente. No entanto, o que o abate não é esta perda, mas outra que sofreu há nove anos. Trata-se do filho que teve com Mado (Alexandra Lamy), que atualmente está casada com Stéphane (Augustin Legrand) e é mãe de Paul (Jalil Mehenni), um fruto do relacionamento.

“Na Sua Ausência” acompanha o inevitável reencontro de Jacques com Mado e o desejo dele em conhecer Paul. Para isto, Jacques habita secretamente o porão do apartamento de Mado e Stéphane, pois o local contém objetos pessoais de seu filho e também servirá de palco para apresentar a sua obsessão por Paul, num relacionamento que remete o de pai e filho.

Por um lado, Sandrine Bonnaire acerta por não recorrer ao pieguismo para desenvolver a sua história. Ela também extraiu o máximo da presença de William Hurt, um veterano que sempre arrebata pela força do seu olhar. Por outro, “Na Sua Ausência” é um filme de uma nota só, uma vez que dá a resolução mais óbvia para uma narrativa cheia de possibilidades. Também incomoda o velho chavão de converter o papel de segundo marido encarado por Augustin Legrand na única figura a apresentar um temperamento difícil em uma situação de luto que jamais poderia ser superada.

Título Original: J’enrage de son absence
Ano de Produção: 2012
Direção: Sandrine Bonnaire
Roteiro: Jérome Tonnerre e Sandrine Bonnaire
Elenco: William Hurt, Alexandra Lamy, Augustin Legrand, Jalil Mehenni, Françoise Oriane e Norbert Rutili

3 Comments

  1. Esse é justamente aquele tipo de história que me agrada. Fiquei bastante interessada neste filme e a culpa é toda do seu texto, Alex. Parabéns pela resenha crítica!

    • Kamila, assisti “Na Sua Ausência” em uma sessão lotada e, pelos comentários durante os créditos finais, notei que muitos gostaram. Não me convenceu, mas tem lá seu valor.

      No mais, agradeço pela leitura e comentário. Fico muito feliz ao saber que a resenha despertou o seu interesse pelo filme.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: