Skip to content

Resenha Crítica | O Abrigo (2011)

O Abrigo | Take ShelterAmericano nascido em 1974, Michael Shannon tem uma carreira que já cobre duas décadas. Em seus melhores momentos, especializou-se em encarnar tipos obscuros, como o produtor musical Kim Fowley de “Runaways – Garotas do Rock” e o esquizofrênico John Givings de “Foi Apenas Um Sonho“, papel que lhe rendeu sua primeira e única indicação ao Oscar. Como Curtis, seu personagem em “O Abrigo”, Michael Shannon poderia reprisar cacoetes de papéis precedentes, mas há algo de fascinante neste ator, capaz de se inovar a cada filme.

Marido de Samantha (Jessica Chastain, no seu melhor desempenho até o momento) e pai de Hannah (Tova Stewart), uma menina com deficiência auditiva, Curtis teme ter herdado a esquizofrenia de sua mãe, uma senhora internada em uma clínica psiquiátrica há anos. Isto porque ele anda tendo presságios sobre o fim do mundo em forma de pesadelos diários.

Conhecido como um homem em pleno controle de sua própria vida, Curtis começa a assustar as pessoas a sua volta ao tomar atitudes drásticas para evitar que os seus pesadelos se tornem reais. Primeiro ele se livra do seu cachorro. Depois, compromete a sua reputação como profissional ao retirar, sem autorização, os equipamentos da empresa para qual trabalha com a intenção de criar um abrigo subterrâneo na propriedade em que vive. Por fim, passa a tratar Samantha com suspeitas a partir do instante em que ela aparece em um dos seus pesadelos.

Mesmo com um orçamento baixíssimo, o jovem diretor Jeff Nichols (que trabalhou com Michael Shannon anteriormente em “Shotgun Stories” e posteriormente em “Mud”) pôde criar um filme de atmosfera assustadora, às vezes lidando com efeitos visuais que só intensificam os pesadelos de seu protagonista. Se o mergulho nos tormentos internos de Curtis chega a oferecer a sensação de que “O Abrigo” está andando em círculos, ao menos Jeff Nichols contorna o pequeno incômodo ao dar maior prioridade no relacionamento de Curtis com a sua família. Emocionam a determinação de Samantha em consolar o seu marido mesmo nas situações mais adversas e a conclusão, de uma dubiedade ímpar.

Título Original: Take Shelter
Ano de Produção: 2011
Direção: Jeff Nichols
Roteiro: Jeff Nichols
Elenco: Michael Shannon, Jessica Chastain, Tova Stewart, Shea Whigham, Katy Mixon, Kathy Baker, Ray McKinnon, Lisa Gay Hamilton e Robert Longstreet

4 Comments

  1. Um ótimo filme, talvez um pouco superestimado pela crítica americana (que já o aponta como um clássico), mas que fica na memória pelo roteiro forte e pelas atuações arrebatadoras de Michael Shannon e de Jessica Chastain. O final é arrepiante, me deu até medo.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: