Skip to content

Resenha Crítica | Os Três Patetas (2012)

Os Três Patetas | The Three StoogesMesmo que o tempo condene, há coisas que não envelhecem jamais, especialmente aquilo que tornou nossa infância tão especial. Embora “Os Três Patetas” fosse exibido na tevê aberta, pude conhecer este clássico seriado graças ao meu falecido pai. Semanalmente, gargalhávamos com as trapalhadas de Moe, Larry e Curly. Craque da comédia física, o trio simulava golpes que rendiam efeitos sonoros hilários. Já sou um jovem crescido, mas me divirto como uma criança em todas as ocasiões em que posso rever alguns curtas de “Os Três Patetas”.

Os irmãos Bobby e Peter Farrelly também têm um carinho especial por esta preciosidade cômica. Responsáveis por “Quem Vai Ficar com Mary?” e “Passe Livre”, ótimos modelos da comédia politicamente incorreta, os Farrelly carregaravam durante anos o sonho de um dia transformar “Os Três Patetas” em um longa-metragem. Em meados da década passada, o projeto quase saiu com Jim Carrey, Sean Penn e Benicio Del Toro como protagonistas, mas as coisas não estavam progredindo e os três atores foram se desligando do projeto. Agora, “Os Três Patetas” finalmente é levado aos cinemas, contando com Chris Diamantopoulos, Sean Hayes e Will Sasso.

Os diretores compreendem que a geração atual talvez não conheça “Os Três Patetas” e decidirem adaptar os curtas nos tempos atuais. Antes em preto e branco e situado em poucos cenários, agora “Os Três Patetas” é colorido, contemporâneo e conta com seus protagonistas transitando em ambientes mais amplos. Órfãos, Moe, Larry e Curly cresceram em um orfanato que está prestes a fechar, uma vez que as confusões do trio simplesmente afugentaram os pais adotivos que por ali passaram, o que consequentemente faz com que as freiras não recebam doações para manter o local. Juntos, Moe, Larry e Curly vão à cidade grande para levantarem o valor necessário e impedir que o orfanato feche as portas.

Apesar das atualizações, o espírito de “Os Três Patetas” original é mantido. Os memoráveis efeitos sonoros estão intactos e Chris Diamantopoulos, Sean Hayes e Will Sasso estão perfeitamente caracterizados. Além do mais, os Farrelly turbinam o humor com a presença do grande Larry David. Criador de “Seinfield” e protagonista de “Curb Your Enthusiasm”, o ranzinza Larry é capaz de provocar um sorriso largo apenas com a sua presença e vê-lo incorporando uma das freiras do orfanato foi uma escolha genial.

No mais, “Os Três Patetas” também consegue desenvolver uma trama em que há a ingenuidade que os fãs reconhecem. Um esforço dos Farrelly de tirar o chapéu, pois todos sabemos o que ambos fazem quando trabalham sem censura. Tantos esforços e acertos não parecem suficientes, entretanto. Além de deslocada e sem um pingo de graça, as passagens de Moe entre integrantes do televisivo “Jersey Shore” provam que qualquer tentativa de adaptar o intocável “Os Três Patetas” resultará insuficiente. Caímos assim na velha discussão entre o velho e o novo. O filme dos Farrelly é divertido e nostálgico, mas é o original (precisamente, a formação Moe, Larry e Curly Joe) que está eternizado em nossos corações.

Título Original: The Three Stooges
Ano de Produção: 2012
Direção: Bobby Farrelly e Peter Farrelly
Roteiro: Bobby Farrelly, Mike Cerrone e Peter Farrelly
Elenco: Chris Diamantopoulos , Sean Hayes, Will Sasso, Sofía Vergara, Jane Lynch, Jenni Farley, Nicole Polizzi, Larry David, Stephen Collins, Jennifer Hudson, Mike Sorrentino, Craig Bierko, Lin Shaye, Ronnie Ortiz-Magro, Sammi Giancola, Skyler Gisondo, Isaiah Mustafa, Robert Capron, Carly Craig, Erin Allin O’Reilly, Sayed Badreya, Jeremy Ambler, Max Charles, Patricia French, Kirby Heyborne, Ric Reitz, Dwight Howard, Avalon Robbins, Lance Chantiles-Wertz e Caitlin Colford

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: