Skip to content

Resenha Crítica | Marley

MarleyMais de 30 se passaram desde a morte de Bob Marley e o seu nome permanece influente. É natural visualizar jovens que não pertenciam a sua geração usando camisas com o seu rosto estampado ou compartilhando sua ideologia concentrada nas mais populares letras de Reggae já compostas e em suas declarações em shows e para a imprensa. Com o documentário “Marley”, é possível não somente identificar a importância deste artista como também admirá-lo.

Reconhecido pelos seus trabalhos de ficção, tais como “O Último Rei da Escócia” e “Intrigas do Estado”, o inglês Kevin Macdonald apresenta mais dedicação como documentarista. Após o maravilhoso “A Vida em Um Dia” (que recebeu lançamento em abril do ano passado em circuito restrito), o cineasta faz um extenso registro sobre a vida e a morte de Bob Marley, nascido na Jamaica como Robert Nesta Marley em 1945.

Muito antes de iniciar sua carreira musical, Marley já passava por situações que posteriormente se converteriam em pontos curiosos. Concebido com o relacionamento de um militar branco com uma jovem negra, Marley foi ignorado pelo pai e conviveu com a mãe em Trenchtown, notória favela da Jamaica. A reviravolta veio no início dos anos 1960, quando Marley investia em sua aptidão para a música, transformando “Judge Not” em seu primeiro sucesso. A consolidação chegou em 1966, ano em que Marley se mudou para os Estados Unidos.

Esta jornada se aproxima do fim com a chegada da década de 1980, quando Marley foi diagnosticado com câncer de pele que se originou com um ferimento não tratado apropriadamente após uma partida de futebol. Em todas essas fases da breve existência de Bob Marley, Kevin Macdonald se aproveita de raras imagens de arquivo e depoimentos de amigos e familiares do cantor, que não negam sua forte e complicada personalidade. Além do empenho com composições de forte cunho social, Marley também mantinha relacionamentos abertos, um total de sete que rendeu onze filhos. Com um acúmulo de material que faz o documentário se aproximar de duas horas e meia de duração, Kevin Macdonald entrega aquele que é o registro cinematográfico definitivo sobre o maior nome que o Reggea já teve e um exemplo notável de homem cujas imperfeições não ofuscavam a sua destreza em aproximar as pessoas através da música.

Título Original: Marley
Ano de Produção: 2012
Direção: Kevin Macdonald
Com depoimentos de: Bob Marley, Ziggy Marley, Jimmy Cliff, Rita Marley, Cedella Marley, Lee ‘Scratch’ Perry, Chris Blackwell, Cindy Breakspeare, Lee Jaffe e Danny Sims

3 Comments

  1. eu havia me esquecido deste filme! parece ser mesmo um excelente retrato de quem foi Bob Marley.
    não sabia que o Kevin Mcdonald era o diretor do filme. gosto bastante do documentário Touching the Void dele e este A Vida em Um Dia me parece ótimo.
    mais dois para lista!

    Abraços!

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: