Skip to content

Jackie

Jackie

37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

As irmãs gêmeas Sofie e Daan (Carice van Houten e Jelka van Houten, também irmãs na vida real) não parecem plenamente satisfeitas com os rumos opostos que levaram. Sofie é uma workaholic um tanto dura com a vida e com as pessoas ao seu redor e Daan sente que não desempenha perfeitamente o papel de esposa por não dar um filho ao seu marido careta. Filhas de um casal homossexual, ambas foram concebidas por uma barriga de aluguel. Não há qualquer problema na relação desta família, mas Sofie e Daan ainda assim sentem a ausência de uma figura materna em suas vidas.

Ao receberem a notícia de que a mãe biológica delas, Jackie (Holly Hunter), precisa ser removida de uma instituição, Sofie e Daan esboçam reações distintas. Apesar de ter nascido alguns minutos antes que Daan, Sofie já é naturalmente marcada por aquele instinto protetor e lúcido de uma irmã mais velha e acredita que a melhor coisa a fazer é ignorar a existência de Jackie. Daan pensa o contrário, pois imagina que Jackie seja a pessoa que preencherá o único espaço vazio do seu emocional.

Pós e contras são levantados e as irmãs partem da Holanda para os Estados Unidos para ir ao encontro de Jackie. A surpresa é que Jackie definitivamente não é a mãe que idealizaram. Com uma perna quebrada e sem apego à aparência, Jackie é uma mulher de comportamento extremamente rude. No entanto, a viagem, que inclui uma parada na fazenda que pertence ao irmão que Jackie não vê há anos, fará mudar a perspectiva de cada uma sobre si mesmas e dos estilos de vida que seguiram até aqui.

Terceiro longa-metragem da cineasta Antoinette Beumer (mais conhecida pela direção de alguns episódios da versão holandesa para o seriado “In Treatment”), “Jackie” é um drama com toques cômicos que revisita algumas características já consagradas em road movies, como a viagem por estradas desertas e ensolaradas como representação de uma jornada interior para que cada personagem se redescubra. Se a ausência de novidades é sentida, não se pode negar que “Jackie” seja um filme prazeroso. Não muito por Holly Hunter, um tanto caricata ao expressar as inquietações de sua Jackie, mas por Carice van Houten e Jelka van Houten, que tornam autêntica a ligação de sangue que preservam de fora para dentro da tela.

Jackie, 2012 | Dirigido por Antoinette Beumer  | Roteiro de Antoinette Beumer | Elenco: Carice van Houten, Jelka van Houten, Holly Hunter, Valerie Adams, Luis Bordonada, Chadwick Brown, Jacob Browne, Hayo Bruins, Edward A. Duran, Bradford Fairbanks, Joe Freeman, Howe Gelb, Pam Gow, Bryan Head e Lynda Fazio | Distribuidora: Cafco | Perspectiva internacional

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: