Skip to content

Resenha Crítica | Príncipes da Estrada (2013)

Prince Avalanche

37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Embora os letreiros iniciais de “Príncipes da Estrada” informem que 43 mil hectares de uma floresta no Texas foram queimados por um incêndio misterioso em 1987 e que lares e vidas foram destruídos, isto não serve exatamente de premissa para esta produção indie do diretor americano David Gordon Green, especialista em alternar projetos pequenos com produções cômicas hollywoodianas.

“Príncipes da Estrada” é sobre Alvin (Paul Rudd) e Lance (Emile Hirsch), dois sujeitos errantes que trabalham em rodovias fazendo faixas para passagem de veículos e pedestres. Por ser marido da irmã de Lance, Alvin acaba dando um jeito de contratá-lo como o seu auxiliar. Inevitavelmente, a solidão em lidar com um serviço repetitivo fará com que eles acertem alguns ponteiros, pois Alvin está tendo problemas em seu relacionamento e Lance tem dificuldades de se endireitar na vida.

O fato de os protagonistas pintarem faixas em quilômetros de estrada não passa de metáfora pronta para “Príncipes da Estrada”. Para camuflar a obviedade disso, David Gordon Green, que adapta um longa-metragem islandês produzido em 2011, insere um ou outro personagem secundário que representa o renascer de um local recentemente abatido por uma tragédia de grandes proporções.

Ainda que tenha filmado “Príncipes da Estrada” com pouca grana (o orçamento sequer atinge 1 milhão de dólares) e extraído o melhor de sua dupla de talentosos protagonistas, David Gordon Green permanece um artista imaturo. São vários os instantes em que ele não se contem em recorrer aquele bromance típico daquelas comédias que assinou anteriormente, como “Segurando as Pontas”. Sem dizer que os terrenos aqui, moldados do arrependimento até a redenção, já foram exaustivamente explorados em inúmeras produções da mesma linha. Surpreende o fato de um trabalho sequer razoável ser capaz de obter o Urso de Prata de Melhor Diretor em Berlim.

Prince Avalanche, 2013 | Dirigido por David Gordon Green | Roteiro de David Gordon Green, baseado no longa-metragem “Á annan veg”, de Hafsteinn Gunnar Sigurðsson | Elenco:  Paul Rudd, Emile Hirsch, Lance LeGault, Joyce Payne, Gina Grande, Larry Kretschmar, Enoch Moon, David L. Osborne Jr., Danni Wolcott e voz de Lynn Shelton| Perspectiva Internacional

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: