Skip to content

Las analfabetas

Las analfabetas

 37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Aparentemente, não houve grandes desafios na adaptação da peça “Las analfabetas” para o cinema. Afinal, o diretor e roteirista Moisés Sepúlveda se apropria da peça de Pablo Paredes sem fazer alterações expressivas. No cinema, “Las analfabetas” mantém a estrutura teatral, as atrizes e a objetividade do material original – com aproximadamente 70 minutos de duração, o longa-metragem passa voando.

“Las analfabetas” inicia com Ximena (Paulina García, atriz veterana que dará muito que falar após o lançamento comercial de “Gloria”, drama para o qual foi laureada com o Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim) se deparando com um aviso estampado em um cartaz em frente à igreja que frequenta. Ela solicita a pessoa mais próxima que diga para ela o que está escrito, pois alega ter esquecido seus óculos em casa. Uma mentira que sempre recorre para esconder o fato de que não sabe ler.

Embora já tenha passado dos cinquenta anos, Ximena vê que ainda não é tarde para aprender a ler e a escrever. Para isso, aceita ter aulas particulares com Jackeline (Valentina Muhr, que se parece com a australiana Rose Byrne), jovem recém-formada que ainda não conseguiu atuar profissionalmente como professora. O relacionamento entre ambas é complicado, pois Ximena a todo o momento busca se esquivar da didática em troca das leituras que Jackeline faz das principais notícias publicadas em um jornal diário.

Há novidades na velha dinâmica que se estabelece entre professora e aluna em “Las analfabetas”. Além da grande diferença de idade entre as protagonistas, Jackeline prova que tem um conhecimento avançado sobre a língua, mas que está longe de ter a mesma experiência de vida de Ximena. Trata-se de uma história modesta e bonita sobre como essas mulheres irão suprir o vazio uma da outra e que só é comprometida ao não preencher apropriadamente algumas lacunas quanto à ausência do afeto familiar.

Las analfabetas, 2013 | Dirigido por Moisés Sepúlveda | Roteiro de Moisés Sepúlveda e Pablo Paredes| Elenco: Paulina García e Valentina Muhr | Competição Novos Diretores

2 Comments

  1. […] este efeito sem uma atriz como Paulina García para incorporá-la. No também recente “Las analfabetas“, Paulina lidara com a difícil missão de viver uma mulher de meia-idade mergulhando […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: