Skip to content

À Procura do Amor

À Procura do Amor | Enough Said

As mulheres ainda lutam para representarem uma fatia expressiva como diretoras dentro do cinema contemporâneo. Entre todas elas, Nicole Holofcener é sem dúvida uma das mais especiais. Trabalhando com orçamentos bem reduzidos, esta nova-iorquina de 53 anos sempre aproxima o público dos dramas críveis vividos por suas personagens, seja no cinema ou na tevê – ela dirigiu os dois melhores episódios de “Enlightened”, seriado protagonizado por Laura Dern lamentavelmente cancelado pela HBO.

Em uma história sobre as inseguranças na idade madura, Eva (Julia Louis-Dreyfus, em um retorno triunfal ao cinema após uma pequena participação em “Desconstruindo Harry“, de 1997) é a personagem doce e imperfeita ideal para protagonizá-la. Trata-se de uma mulher que não espera que a vida lhe ofereça novas possibilidades. O divórcio com Peter (Toby Huss) já foi superado e Eva está conformada com a partida de sua única filha Ellen (Tracey Fairaway), que em breve começará a faculdade.

Dentro da organização do lar, de trabalhar como massagista para clientes aborrecidos e de jogar conversa fora com Sarah (Toni Collette), sua melhor amiga que sempre procura realçar as falhas inúteis de sua relação com Will (Ben Falcone), Eva consegue reservar um espaço para que o simpático Albert (James Gandolfini) entre em sua vida. Ambos se conheceram em uma festa e não demoram para perceber que, mesmo com hábitos diferentes, foram feitos um para o outro.

O problema é que Eva também conheceu nesta mesma festa Marianne (Catherine Keener, colaboradora habitual de Holofcener), de quem se torna amiga imediatamente. Marianne é aquela mulher que Eva gostaria de ser e, enquanto fortalece sua relação com Albert, é abatida por uma coincidência:  o ex-marido de quem Marianne tanto desdenha para Eva é ninguém menos que ele. Embora Eva comece a se apaixonar por Albert, ela passa a visualizar nele os defeitos apontados por Marianne, uma poeta que leva uma vida de luxo que Eva inveja.

Ao invés de fazer graça com a ligação incomum entre os personagens, Nicole Holofcener felizmente opta em estudar o âmago Eva e os padrões que a rondam. Excetuando o papel maternal que desempenha para Chloe (Tavi Gevinson, levemente parecida com Scarlett Johansson), a melhor amiga de sua filha, todos os pequenos detalhes redundantes em “À Procura do Amor” ganham resoluções comoventes. A surpresa com que reage diante da gentileza não anunciada pelos seus clientes e até o modo progressivo que substitui os sapatos por sandálias são suficientes para anunciarem tanto a perspectiva positiva possível de nascer dentro da banalidade quanto a importância de manter os seus pés firmes naquilo que o seu coração lhe diz.

Enough Said, 2013 | Dirigido por Nicole Holofcener | Roteiro de Nicole Holofcener | Elenco: Julia Louis-Dreyfus, James Gandolfini, Catherine Keener, Toni Collette, Ben Falcone, Tracey Fairaway, Tavi Gevinson, Jessica St. Clair, Christopher Nicholas Smith, Lennie Loftin, Phillip Brock, Nick Williams, Ivy Strohmaier, Natasha Sky Lipson, Toby Huss e Kathleen Rose Perkins | Distribuidora: Fox

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: