Skip to content

O que Traz Boas Novas

O Que Traz Boas Novas | Monsieur Lazhar

Com exceção dos divertidos papos de bar entre cinéfilos sobre injustiças no Oscar, talvez o único benefício que a premiação máxima do cinema traz para nós, brasileiros, é a garantia de ver no circuito comercial alguns filmes que não teriam um grande alcance sem o selo “Indicado ao Oscar”. Se não fosse um dos cinco finalistas na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, talvez “O que Traz Boas Novas” não chegaria em nosso país.

Em seu quinto longa-metragem (o próximo, o americano “The Good Lie”, será protagonizado por Reese Witherspoon), o canadense Philippe Falardeau oferece nova luz diante da tão explorada dinâmica entre mestres e alunos. Personagem central de “O que Traz Boas Novas”, o gentil senhor Lazhar (Mohamed Fellag) não tem problemas particulares enraizados em uma sala de aula.

Imigrante argelino, Lazhar é contratado em caráter de emergência para substituir uma professora que cometeu suicídio na própria escola pública em que trabalhava. Embora as crianças estejam traumatizadas com a morte de alguém com quem conviviam diariamente, elas procuram ser receptivas com Lazhar, especialmente Alice (a notável Sophie Nélisse, protagonista de “A Menina que Roubava Livros”), que encontra em seu novo professor uma figura fraternal para suprir a ausência da mãe aeromoça.

Indo contra todas as expectativas, “O que Traz Boas Novas” não apresenta uma galeria de flagras edificantes, pois Lazhar se mostra avesso em cumprir com normas básicas sobre como conduzir uma aula. Por isso mesmo, a experiência em decifrar cada personagem é de uma dureza comovente, a exemplo de Simon (Émilien Néron), cuja rispidez a princípio é incompreensível. Dramas que fortalecem dois fatos que muitos ignoram: o amadurecimento das crianças para compreenderem as adversidades da vida e a importância que um adulto com uma bagagem pesada de vida pode representar para cada uma delas.

Monsieur Lazhar, 2011 | Dirigido por Philippe Falardeau | Roteiro de Philippe Falardeau, baseado na peça homônima de Evelyne de la Chenelière | Elenco: Mohamed Fellag, Sophie Nélisse, Émilien Néron, Marie-Ève Beauregard, Vincent Millard, Seddik Benslimane, Louis-David Leblanc, Gabriel Verdier, Marianne Soucy-Lord, Danielle Proulx, Brigitte Poupart, Jules Philip, Louis Champagne, Daniel Gadouas, Francine Ruel e Evelyne de la Chenelière | Distribuidora: Pandora Filmes

3 Comments

  1. […] Daniel Brühl | “Rush – No Limite da Emoção” John Wawkes | “As Sessões” Mads Mikkelsen | “A Caça” Matthew McConaughey | “Killer Joe – Matador de Aluguel” Mohamed Fellag | “O que Traz Boas Novas“ […]

  2. […] Outros indicados: Daniel Brühl (“Rush – No Limite da Emoção”) |  Mads Mikkelsen (“A Caça”) | Matthew McConaughey (“Killer Joe – Matador de Aluguel”) | Mohamed Fellag (“O que Traz Boas Novas“) […]

  3. […] para ler e escrever, Liesel (Sophie Nélisse, confirmando o talento já notado em “O que Traz Boas Novas“), recebe de Hans (Geoffrey Rush) aulas extras no porão de seu novo lar, o que a motiva a se […]

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: