Skip to content

Resenha Crítica | O Medo (2013)

O Medo | La por

La por, de Jordi Cadena

.:: 38ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ::.

Qualquer drama europeu que encena um caso de violência doméstica tem o poder de provocar barulho por onde passa, especialmente quando não há concessões ao explicitá-la. Por outro lado, é uma premissa com articulações fáceis de serem deduzidas, sempre caminhando para um lado em que a vingança em algum momento se apresentará ou para um outro no qual os resultados são irreversíveis quando não há mais tempo de interromper uma rotina de abusos.

Nascido em Barcelona, Jordi Cadena está na ativa como cineasta há 40 anos e com “O Medo” apresenta uma obra digna de principiante. A história de seu mais novo filme abre com um pai de família (Ramon Madaula) indo trabalhar enfurecido. A seguir, acompanhamos a apreensão do restante da família diante dessa figura paterna autoritária. A mãe (Roser Camí) está cheia de hematomas no corpo claramente provocados por espancamento. O filho mais velho, Manel (Igor Szpakowski), passa o dia abrindo mão de vários compromissos justificado com a sua intenção de começar a trabalhar. Por fim, há também Coral (Alícia Falcó), a filha caçula que se envolve em uma briga na escola.

Espanta a falta de inspiração com a qual Jordi Cadena conduz “O Medo”. O personagem do pai nada mais é uma caricatura que em nenhum instante recebe um tratamento digno para que ao menos haja algum sintoma que compreenda a sua brutalidade e há até um Manel em conflito consigo mesmo a partir do instante em que assiste a uma aula de Biologia sobre a possibilidade de filhos se tornarem reprises de seus pais. Sem dizer algumas escolhas lastimáveis que preparam o terreno para o terceiro ato. Qual a razão de encaixar no meio da história uma passagem em um cemitério que é imediatamente desmascarado como um flash foward? Na intenção de investigar o mal que corrompe um ambiente familiar, “O Medo” não vai além da violência pela violência, sem produzir um diagnóstico minimamente significante.

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: