Skip to content

22º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade | 13 – 23 de Novembro

22º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Maior festival LGBT da América Latina, o Mix Brasil de Cultura da Diversidade chega em sua 22ª edição trazendo inúmeras novidades. Tendo o cinema como maior destaque em sua programação, o Festival Mix Brasil apresentará, ao longo de 11 dias, nada menos do que 154 filmes de várias nacionalidades. Os destaques vão para “Algo a Romper”, filme de abertura, o elogiado “Mommy”, considerado o melhor trabalho do jovem diretor canadense Xavier Dolan, e o documentário “E Agora? – Lembra-me”, que foi selecionado por Portugal para disputar uma vaga na categoria de Melhor Filme Estrangeiro no próximo Oscar.

Há outros atrativos para os cinéfilos em busca de filmes com a temática LGBT. Dentro da programação, há a Mostra Pioneiros do Cinema Homoerótico, uma homenagem aos cineastas Wakefield Poole e Peter de Rome, que causaram controvérsia ao apresentarem a partir dos anos 1960 obras com teor explícito. Também vale ficar de olho na lista de convidados: a atriz e roteirista Guinevere Turner (de “Go Fish – O Par Perfeito”), o diretor francês Antony Hickling (“Respirando Fundo”) e Colby Keller, ator pornô que apresentará o seu curta-metragem “Zolushka (Cinderela)”.

Música, dança, teatro e literatura também são destaques nesta edição do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade. O dançarino brasileiro traz “Blood”, um espetáculo de dança contemporânea que irá acontecer no Centro Cultural São Paulo (CCSP). Entre as demais atrações, Nelson Baskerville se destaca na direção de “A Geladeira”, que terá a sua estreia nacional durante o festival.

Com curadoria de André Fischer e João Federici, 22º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade começa amanhã, 13 de novembro. O Espaço Itaú de Cinema Augusta, o CineSesc e o já citado Centro Cultural São Paulo são alguns dos espaços que servirão de palcos para a exibição das atrações. A programação deve ser vista no site – clique aqui.

Confira a seguir a nossa seleção de cinco filmes presentes na programação que prometem:

.

Algo a Romper | Something Must Break

Algo a Romper (Something Must Break)
Suécia | 2014 | 81′
Diretor: Ester Martin Bergsmark

Uma história de amor entre dois jovens, sendo um deles Sebastian, andrógino, e Andreas, que não é gay. Eles formam uma unidade. São eles contra a educada Ikeasociety sueca. Eles sonham em escapar do tédio e do risco de se tornar o que todo mundo é. E também há Ellie – a supermulher que cresce dentro de Sebastian, que Andreas ama e teme. Este é o verão em que tudo acontece e os dois vão escolher caminhos que determinarão suas vidas para sempre. É uma batalha pelo amor, em que Sebastian tem de perceber que precisa libertar Ellie, encontrar força dentro de si mesmo e não deixar sua felicidade depender de ninguém.

Cássia

Cássia
Brasil | 2014 | 120′
Diretor: Paulo Henrique Fontenelle

Cássia Eller é uma figura icônica da música brasileira. Sua breve, porém marcante, passagem pelo cenário musical nos anos 1990 deixou uma marca inegável na cultura e na história musical. Sob um aspecto social, sua morte, teve uma repercussão nacional que segue até hoje, por conta da guarda de seu filho, que acabou ficando, surpreendentemente, com sua parceira Eugênia. Cássia foi uma figura que deixou um impacto tanto cultural quanto social, expondo tabus e demonstrando sua força como pessoa pública.

E Agora? - Lembra-me | What Now? - Remind Me

E Agora? – Lembra-me (What Now? – Remind Me)
Portugal | 2013 | 164′
Diretor: Joaquim Pinto

Convivendo com o HIV e a hepatite C há quase 20 anos, o diretor Joaquim Pinto documenta sua experiência por clínicas clandestinas onde, durante um ano, fez uso de drogas ainda não aprovadas para o tratamento do vírus. O filme propõe uma reflexão aberta sobre o tempo e a memória, as epidemias e a globalização, e a sobrevivência para além das expectativas. Em uma narrativa de idas e voltas entre o presente e o passado, o documentário é também um tributo aos amigos que partiram e aos que permanecem em sua luta contra a doença.

Mommy

Mommy
Canadá | 2014 | 134′
Diretor: Xavier Dolan

Diane é uma mulher viúva que vive constantemente mal-humorada. Mãe solteira, ela se vê sobrecarregada com a guarda em tempo integral de Steve, seu filho de 15 anos, que sofre de déficit de atenção. Enquanto eles tentam sobreviver e lutar em meio a essa situação imprevisível, Kyla, uma garota que mora do outro lado da rua, se oferece para ajudar. Juntos, os três encontram um novo equilíbrio e a esperança volta a aparecer.

Xenia

Xenia
Grécia / França / Bélgica | 2014 | 128′
Diretor: Panos H. Koutras

Dois adolescentes, que não se sentem confortáveis em sua terra natal, viajam até a Grécia para encontrar o pai após a morte da mãe. Determinados a fazer com que ele assuma a paternidade, eles não sabem as dificuldades que terão que enfrentar para conseguir a cidadania grega. Eles possuem um sonho que precisa se tornar realidade de qualquer maneira, e seguirão em frente até conseguirem.

.

.:: SERVIÇO ::.
22° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade
São Paulo – 13 a 23 de novembro
Classificação indicativa: de acordo com o filme
Mais Informações: mixbrasil.info@gmail.com | www.mixbrasil.org.br

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: