Skip to content

Bate-papo com o diretor Albert Kodagolian, de “Algum Lugar Belo”

Albert Kodagolian[Foto: Mario Miranda Filho/Agência Foto]

.:: 38ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ::.

Embora a nossa presença nesta edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo tenha sido muito mais expressiva em comparação com os anos anteriores, lamentavelmente as oportunidades de participar de um bate-papo com um convidado foram raras. Os intervalos de uma sessão para a outra foram encurtados e muitos diretores ou membros de equipes tiveram somente cinco minutos para conversar com o público.

Apesar de termos registrado as conversas com o produtor Thomas Thümena (de “Adorável Louise“) e com o diretor Christian Bach (de “Fuga da Realidade“), somente o bate-papo com Albert Kodagolian, diretor, ator e roteirista de “Algum Lugar Belo“, rendeu um material que vale a publicação. Com uma carreira como publicitário, Kodagolian veio pessoalmente me contar que ficou contente ao ver um espectador notar a homenagem que prestou a “Calendário”, longa-metragem que Atom Egoyan produziu em 1993 e do qual serviu de base para a construção de “Algum Lugar Belo”. Esse foi um dos pontos abordados no bate-papo, cuja transcrição vocês podem ler a seguir.

Algum Lugar Belo | Somewhere Beautiful

Sobre “Calendário”, de Atom Egoyan, e os dois segmentos de ‘Algum Lugar Belo”

Durante dez anos, eu filmei comerciais em Londres. Os comerciais são coisas muito controladas, certinhas. Já com a experiência de rodar um filme, ao menos com as cenas que filmei na Argentina, você chega para fazer a sua parte, as outras fazem as delas e tudo se junta.

Quando terminamos de filmar a parte da Argentina, eu mostrei o resultado para o Atom Egoyan. Há até uma passagem no filme com a voz dele deixando uma mensagem em minha caixa eletrônica. Ele achou muito interessante o que eu já tinha feito, um triângulo amoroso solto, sem um fio condutor. Atom costuma ser experimental e gostou do resultado. Depois fui incentivado a criar uma outra história, justamente a parte ambientada em Los Angeles.

Algum Lugar Belo | Somewhere Beautiful

Sobre a dinâmica de filmagem e as distinções das narrativas

Quando eu comecei a fazer este filme, pensei: “Bem, vamos viajar com essa equipe pequena, rodar esse filme e ter um bom momento.” Essa era a minha intenção. No entanto, houve um instante em que o elenco ficou muito desconfortável ao não saber o que iria fazer, o que iria  falar. Frequentemente eu encontrava um novo local e pedia para todos pararem para filmarmos algo nele. Também tinham dias em que acordava com novas ideias e sugeria para modificarmos o que já tínhamos planejado. Na segunda parte do filme, quis lidar com uma estrutura mais forte, pois a primeira foi complicada, a gente não estava mais conseguindo extrair algo com isso. Assim, o elenco ficava mais confortável sabendo exatamente a cena que rodaria.

Na Argentina, estive com uma equipe com 20 membros e, quando terminei, eu pensei que eram muitas pessoas. Filmei na Argentina em 16mm e em Los Angeles, em 35 mm, com câmeras maiores. Estava com apenas oito membros na equipe. Quando fazia comerciais, tinha de 60 a 100 pessoas no estúdio. Essa quantidade de pessoas meio que interrompe o fluxo criativo. A parte de Los Angeles foi feita na minha casa, com a minha própria filha, foi algo muito particular. Eu me diverti muito com contracenando com os meus amigos músicos, foi a parte mais legal.

Algum Lugar Belo | Somewhere Beautiful

Sobre os elementos autobiográficos

Penso que todos tiveram a experiência de um rompimento. Fazer “Algum Lugar Belo” foi uma maneira de compreender um pouco sobre a minha separação. Como uma pessoa criativa, a parte esquerda do meu cérebro é a mais ativa, é aquela que sempre me mantém sob grande pressão quando faço o meu trabalho. Assim, quis usar mais o lado direito, o mais lúdico. Com esse filme, creio que o lado direito do meu cérebro disse para eu ser mais tranquilo e perceber a beleza que isso proporciona.

Sobre a primeira exibição de “Algum Lugar Belo” para o público

Esta é literalmente a primeira exibição de “Algum Lugar Belo” para o público e ativei um site antes de desembarcar no Brasil. Então, por favor, contem aos seus amigos sobre o filme o poste comentários nas redes sociais.

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: