Skip to content

Resenha Crítica | Chico & Rita (2010)

Chico & Rita

Chico & Rita, de Fernando Trueba, Javier Mariscal e Tono Errando

Produzida em 2010, a animação espanhola “Chico & Rita” se beneficiou com a falta de expressão das produções da Disney do mesmo ano, garantindo assim um reconhecimento mundial ao receber menção na categoria de Melhor Animação no Oscar 2012 – produzido pela Dreamworks, “Rango” faturou a estatueta. Ainda assim, foi preciso um atraso de aproximadamente três anos para “Chico & Rita” desembarcar no Brasil, ainda que direto para o mercado de homevideo.

Com direção assinada pelo trio Fernando Trueba, Javier Mariscal e Tono Errando, “Chico & Rita” traz os personagens do título em vários cenários musicais a partir do final da década de 1940. De estilo boêmio, o pianista Chico se encanta com a voz e beleza de Rita, uma cantora de bar. É uma atração imediatamente correspondida, resultando em um relacionamento intenso e, com o tempo, não imune aos atritos do ciúme e da incompatibilidade de ambições.

O encanto de “Chico & Rita” está em trazer a vivacidade do life action para a técnica animada. A equipe fez uma pesquisa bem vasta para recriar a atmosfera do período retratado, trazendo uma cenografia que nos transporta a ambientes tomados pela temperatura contagiante de Havana, Nova York, Paris, Las Vegas e Hollywood. Mas o que realmente fica na memória são os altos e baixos vivenciados por um casal que poderia muito bem ter existido na vida real.

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: