Skip to content

Resenha Crítica | O Predestinado (2014)

O Predestinado | Predestination

Peredestination, de Michael Spierig e Peter Spierig

Escritor americano de ficção científica, Robert A. Heinlein, não pôde testemunhar uma grande adaptação para cinema de uma de suas obras, tendo o holandês Paul Verhoeven levado “Tropas Estelares” para essa mídia somente nove anos após a sua morte. Não se trata de um Philip K. Dick, mas Heinlein parece estar sendo redescoberto de algum modo, como anuncia os quatro projetos cinematográficos que envolvem o seu nome e “O Predestinado”, lançado recentemente no país.

Apesar da presença de Ethan Hawke (que recentemente acumulou mais duas indicações ao Oscar em sua carreira, ano passado pelo roteiro de “Antes da Meia-Noite” e neste ano como Melhor Ator Coadjuvante por “Boyhood – Da Infância à Juventude”) e de uma trama desenvolvida com inteligência, “O Predestinado” recebeu distribuições desleixadas por onde passou. Um infortúnio que, com o tempo, pode passá-lo para o status de obra de culto.

Após um prólogo desconexo, “O Predestinado” traz um escritor e um barman (papel de Hawke) transformando uma conversa fiada em confissões bem profundas sobre as suas vidas e particularidades. Enquanto o personagem de Ethan Hawke se diz um viajante do tempo, o escritor revela algo inesperado sobre o seu próprio gênero.

Os irmãos nascidos na Alemanha Michael e Peter Spierig já haviam trabalhado com Ethan Hawke em “2019 – O Ano da Extinção”, também uma ficção científica sobre uma sociedade em que os humanos vão se transformando progressivamente em vampiros. Desta vez, lidam com um material mais sofisticado, atingindo em cheio o âmago dos dois protagonistas e chegando a um terceiro ato em que absolutamente tudo é conectado com um forte impacto. É também preciso ficar de olho no trabalho extraordinário da australiana Sarah Snook, a responsável pela eficácia de todas as surpresas preparadas em “O Predestinado”.

One Comment

  1. Mais do que nunca estou sendo fã de Ethan Hawke. O momento que ele está vivendo é de vangloriar.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: