Skip to content

Uma boa conclusão é fundamental para uma boa série

Lost

Em minha primeira colaboração para o Cine Resenhas – minha lista de séries prediletas de todos os tempos – deixei de fora outras que realmente me deixam entusiasmado em seu andamento atual. Porém, pelo fato de não terem sido concluídas ainda, seria irresponsável e prematuro inclui-las em meu top 5.

“Mad Men”, “Game of Thrones”, “The Walking Dead” e a recém-nascida “Better Call Saul” são séries que tenho muito apreço e que quero comentar aqui. Porém, ainda não devem ser consideradas obras prontas a ponto de botar a minha mão no fogo por elas. Esse é o barato de seriados. Eles precisam fechar o ciclo ou, caso contrário, correm o risco de causar uma decepção imensa no espectador.

Ora, existem centenas de obras cujos desenvolvimentos muitas vezes são mais importantes que a introdução ou a conclusão. Filmes, livros… Quem sabe até um concerto. Mas no caso de séries, o tempo demandado para você assistir todo o seu ciclo (em média quatro anos, se não for cancelada antes) é longo o suficiente para uma grande decepção. Posso citar pelo menos duas séries que me deixaram com uma amargura imensa em sua conclusão.

Não é raro pessoas desiludidas com a pop “Lost” (2004-2010). Desculpe, raro é quem colocaria Lost em seu top 5. Que final foi aquele? Apesar de que, no caso dessa série, a impressão que dava é que ela já estava perdida talvez desde a quinta temporada. Até achei um barato aquela onda de viagem no tempo. Mas não subestime o “seriéfilo”. Pode até ser que tenha ali uma resposta filosófica, religiosa ou o que for, mas o fato é que essa tal temática de bem e mal parece ter sido construída só no final da série. Foi um final broxante! Miraram a surpresa e acertaram a decepção.

Outra série, e dessa vez não é culpa dos roteiristas, cujo final foi mais triste que decepcionante é “Deadwood” (2004-2006). Por uma peleja entre criador da série e executivos da HBO a série simplesmente não teve fim! “Deadwood” tinha tudo para estar no meu top 5 com o inevitável incendido que encerraria a história da cidade, mas não aconteceu. A série simplesmente acabou em um anticlímax triste e repulsivo, que deveria ser considerado um antecedente penal para evitar outros possíveis crimes futuros – sim, aconteceu novamente em outras séries, mas, em alguns casos, foi justo pela péssima qualidade da obra.

Há diversas outras séries com finais dramáticos por serem ruins. No meu caso, tive mais sorte que azar e acompanhei aquelas que me apeteciam e cujo final foi bom. Isso também se deve pelo fato de eu não ter visto tantas séries até o final. Algumas por pouco, outras por muito. Deve ser algo relacionado ao intuito.

Mas quando eu encontrar essas séries com finais ruins com certeza alertá-lo-eis.

.

Paolo Enryco amadureceu em frente à tevê e por esse motivo adquiriu um humor exótico e um senso crítico rabugento. Sua formação, que varia entre o sensato e o lírico, compõe suas críticas – ou seja lá o que ele escreve aqui. Mais devaneios em Eu Penso.

12 Comments

  1. Cinéfila por Natureza Cinéfila por Natureza

    Bom, Paolo, acho que a conclusão tem que ser condizente com a história geral do seriado, bem como a evolução da narrativa de cada um dos personagens. E, quando eu penso em final perfeito de uma série, me vem à mente o de “Six Feet Under”, que, na minha opinião, cumpriu muito bem os dois requisitos que mencionei.

  2. Victor Ferreira Victor Ferreira

    O final de Lost foi sensacional (2)

  3. Rafael Rafael

    O final de Lost foi sensacional (4)

  4. garretereis garretereis

    “a impressão que dava é que ela já estava perdida talvez desde a quinta temporada.”
    Cara, desde a primeira temporada eu já dizia q o cara (roteirista) não teria como dar um final praquilo tudo!! Não tira a genialidade da série, mas ela foi pensada em ser chocante enquanto existisse. O final ficaria pra depois…

    • Garrete, este é o problema que abate muitas séries. Muitas histórias são planejadas para não terem uma vida longa. Os planos são alterados quando o sucesso vem com a exigência de “esticar” as coisas. No fim das contas, nos deparamos com uma série de exemplos de séries que não souberam a hora de chegar ao fim. Parece que esse foi o problema de “Lost”.

  5. Adorei o final de LOST. Lost sempre se preocupou com o desenvolvimento das personagens, seus dramas e mistérios. Quem realmente assistiu a série, amou aquele final.

  6. Filipe AAF Filipe AAF

    Não foi comentado na matéria, mas o final de Dexter também não foi bom. Seriado sensacional que se perdeu no meio do caminho…

    • Filipe, não consegui acompanhar “Dexter”, mas todos os meus amigos que eram fã do seriado desceram a lenha nas últimas temporadas. Isso que dá um seriado estender a sua história somente para garantir mais temporadas.

  7. Mariana Mariana

    Lost é minha série favorita até hoje ,amei o final

  8. Raro é quem colocaria Lost no seu top 5? Desculpa aí, mas Lost é número um na minha lista. Indico pra qualquer um, aquilo não é uma série, é uma experiência de vida.

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: