Skip to content

27° Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo | 24 de Agosto – 4 de Setembro

A partir de amanhã, começa em São Paulo o 27º Festival Internacional de Curtas-Metragens, realizado pela Associação Cultural Kinoforum. Até o dia 4 de setembro, o espectador terá a chance de prestigiar uma programação que contempla aproximadamente 400 títulos pertencentes a inúmeros países e gêneros.

"A Moça que Dançou com o Diabo", de João Paulo Miranda
“A Moça que Dançou com o Diabo”, de João Paulo Miranda

No recorte batizado como “O Estado do Mundo”, existe uma preocupação especial em fomentar discussões sobre direito da mulher, inclusão, liberdade de expressão e xenofobia, temas com relevâncias artísticas e sociais indispensáveis. Todas as sessões serão gratuitas e abrigadas pelas salas MIS, CineSesc, Cinemateca Brasileira, Espaço Itaú Augusta, UNIBES Cultural e Centro Cultural São Paulo. Outra novidade é que algumas unidades de CEUs participantes do Circuito SPCine (Aricanduva, Butantã, Caminho do Mar, Paz e São Rafael) também cederão o espaço para a exibição dos curtas.

Dividida em blocos, a programação tem como principais destaques algumas obras com grande repercussão em festivais de cinema. Como o de Berlim, que será representado por cinco títulos: “Torre de Dez Metros”, “Nossa Herança”, “Balada de um Batráquio”, “Outra Cidade” e “Mãos em Chamas”.

"O Delírio é a Redenção dos Aflitos", de Fellipe Fernandes
“O Delírio é a Redenção dos Aflitos”, de Fellipe Fernandes

A produção nacional no formato é também muito rica. A organização destaca três: “Quem Matou Eloá?”, realização de Livia Perez que coloca em cheque a cobertura da mídia televisiva no caso do mais longo sequestro em cárcere privado da história do estado; “Ingrid”, filme de  Maick Hannder que destaca personagens transexuais de Minas Gerais; e “Eu vou me Piratear”, produção paulistana assinada pela dupla Daniel Favaretto e Eduardo Quintanilha.

Ainda sobre a produção nacional, fique de olho em “A Moça que Dançou com o Diabo”, marcado por uma menção honrosa do Júri Oficial deste ano do Festival de Cannes, e o denso “O Delírio é a Redenção dos Aflitos”, exibido na Quinzena dos Realizadores do mesmo festival francês.

"Quem Matou Eloá?", de Livia Perez
“Quem Matou Eloá?”, de Livia Perez

Para finalizar, é importante se atentar às atividades paralelas da edição, todas recebidas pelo MIS – Museu da Imagem e do Som. Entre elas, há a instalação audiovisual “Invasão”, assinada pela carioca Dáurea Gomes. Mas o período é curto: a exposição se despede um dia antes do fim do festival: 3 de setembro.

Para mais informações, visite aqui o site do 27° Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Para ir direto para a programação, basta clicar aqui.

.

Serviço:

27º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS-METRAGENS DE SÃO PAULO

.
Data: 24 de agosto a 4 de setembro de 2016 – Entrada gratuita
Locais: Museu da Imagem e do Som, CineSesc,  Espaço Itaú Augusta, Cinemateca Brasileira, UNIBES Cultural, Centro Cultural São Paulo e Circuito SPCine de Cinema
Informações: www.kinoforum.org/curtas | www.facebook.com/kinoforum

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: