Skip to content

Resenha Crítica | O Último Vagão (2016)

Das letzte Abteil, de Andreas Schaap

.:: 40ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ::.

Nem se exige tantas risadas de uma comédia ou lágrimas de um drama quanto o sentimento de medo em um filme de terror. Provocar calafrios ao ponto de nos fazer dormir com a luz acessa à noite é um feito que poucos cineastas são capazes de atingir, o que por vezes restringe o número de obras contemporâneas que serão os clássicos de amanhã. No entanto, nada é pior do que algo que se pretende assustador e resulta em risos de constrangimento.

Segundo longa do alemão Andreas Schaap, “O Último Vagão” a princípio parece movido por essa paixão comum nos diretores da nova geração em resgatar alguns elementos oitentistas do gênero. Ambientado em 1986, o filme também se vale de uma estética daquele período, como uma fonte bem particular para os créditos iniciais.

Personagem central, Greta (Anna Fischer) se vê encurralada dentro do vagão em que viajava, tendo tombado após uma avalanche nos Alpes. Com mais cinco estranhos como companhia, a garota de traços góticos é a primeira a se sentir insegura quando vê cadáveres escondidos em alguns compartimentos, logo levantando a suspeita de que há um assassino entre eles. Paralelamente, a vemos entre a vida e a morte num leito de hospital, podendo ser ou não uma consequência do episódio claustrofóbico.

A conclusão sugere que “O Último Vagão” foi dedicado para duas pessoas bem próximas de Andreas Schaap, justificando os contornos um tanto dramáticos que tomam a resolução da história. Porém, a comoção pretendida é substituída pela gargalhada involuntária e ininterrupta com a sua extrema inabilidade como contador de histórias, apoiado em justificativas estapafúrdias para o mistério que elabora. A imagem de um dos passageiros com uma divisória de madeira alojada em seu crânio é apenas a porta de entrada para um festival de embaraços.

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: