Resenha Crítica | Onde o Mar Descansa (2015)

Sea Without Shore, de André Semenza e Fernanda Lippi

Seja na ficção com “Cisne Negro”, seja no documentário com “Pina”, a dança sempre encontrou no cinema um segundo “palco” adequado para ser desempenhada. Espaço esse delimitado por um plano, mas que ganha em possibilidades de cenários e atmosferas. Os diretores André Semenza e Fernanda Lippi compreendem as novas opções tendo em mãos a linguagem cinematográfica, assim concebendo “Onde o Mar Descansa”.

No entanto, as intenções da dupla partem de um caráter mais experimental, com personagens que verbalizam através da dança a devoção pela outra, a desolação do abandono, o instinto de desejo por um outro corpo. Mais: tem-se aqui duas histórias distintas, conectadas pelo seu viés romântico.

Em uma ponta, temos Livia Rangel e a própria codiretora Fernanda Lippi em uma mansão, com um respeito pelo silêncio e uma atenção a cenografia que trazem paralelos inevitáveis com as obras de Ingmar Bergman – a produção, aliás, mesmo sendo inglesa, conta com narração em sueco. Na outra ponta, temos Anna Mesquita af Sillén e Ankie Hermansson em um contexto mais selvagem, sempre captado em paisagens frias.

De imediato, “Onde o Mar Descansa” se mostra um deleite para os olhos e os ouvidos. Além das imagens espetaculares captadas pelo diretor de fotografia Marcus Waterloo, há uma atenção pelo som do isolamento ou da natureza como uma substituição aos diálogos (o desenho de som é supervisionado pelo ganhador do Oscar Glenn Freemantle, de “Gravidade“).

Já emocionalmente, “Onde o Mar Descansa” encontra dificuldades em ressoar justamente por corresponder até o fim a sua proposta pouco convencional, selecionando como texto algumas poesias assinadas por nomes como Charles Algernon Swinburne Katherine Philips e Renée Vivien. É como se a experiência se tornasse cada vez mais abstrata e distanciada na medida em que busca decifrar os enigmas da alma dos casais construídos.

.

+ Entrevista com os diretores André Semenza e Fernanda Lippi

Data:
Filme:
Onde o Mar Descansa
Avaliação:
2
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: