Melhores de 2016: Som

Muitos podem associar o confinamento como a limitação de possibilidades para uma ideia. No fazer cinematográfico, o enclausuramento em um espaço atinge, na maioria das vezes, um resultado extremamente oposto. Espécie de spin off do fraco “Cloverfield: Monstro”, “Rua Cloverfield, 10” fez muito bem em se apropriar somente da força do filme de Matt Reeves como “marca”, apresentando uma história paralela muito mais efetiva. O resultado é daqueles que nos deixa na ponta da poltrona a todo o momento e muito disso se dá graças ao poder de sugestão provocado por uma sonoridade que a todo o instante nos faz dar formas imaginárias a uma ameaça externa que pode ou não existir.

.

OUTROS DESTAQUES:
Capitão América: Guerra CivilInvocação do Mal 2O Homem nas TrevasO Regresso

.

Em 2015: Whiplash: Em Busca da Perfeição
Em 2014: 
Sob a Pele
Em 2013: 
Gravidade
Em 2012:
Prometheus
Em 2011:
Sucker Punch – Mundo Surreal
Em 2010: 
Guerra ao Terror
Em 2009: Avatar
Em 2008: [REC]
Em 2007: Possuídos

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: