Melhores de 2016: Documentário

.

Ainda que o documentário seja exclusivamente sobre as experiências dramáticas de Laurie Anderson ao longo de sua própria vida, não se pode caracterizá-lo como uma cinebiografia. A diretora rejeita uma linha do tempo linear e dá um novo sentido aos fragmentos de sua memória, sempre testando o potencial de uma linguagem que não se relaciona desde o curta-metragem de 2005 “Hidden Inside Mountains”.

Desenhos em movimento, justaposições, registros captados pelos mais variados suportes e uma narração terna formam um panorama reflexivo universal a partir da ideologia budista de Anderson para aplacar a tristeza de uma existência que segue testemunhando vários finais ao seu redor. Uma tristeza que Anderson não autoriza que a consuma até a vinda de seu próprio fim.

.

OUTROS DESTAQUES:
De Palma • Espaço Além: Marina Abramovic e o Brasil • São Paulo em Hi-Fi • Um Caso de Família

.

Em 2015: Amy
Em 2014:
 Blackfish – Fúria Animal
Em 2013: 
Marina Abramovic: Artista Presente
Em 2012:
A Vida em Um Dia
Em 2009:
Loki – Arnaldo Baptista

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: